PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira


O que seleção brasileira sub-23 precisa fazer para ter vaga nas Olimpíadas

Pedrinho é um dos destaques da seleção brasileira sub-23 - Lucas Figueiredo/CBF
Pedrinho é um dos destaques da seleção brasileira sub-23 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Danilo Lavieri

Do UOL, em Armênia (Colômbia)

19/01/2020 04h00

A seleção brasileira sub-23 inicia neste domingo (19) a trajetória em busca de uma vaga em Tóquio-2020, pelo Pré-Olímpico, na Colômbia. O primeiro ouro nas Olimpíadas demorou bastante para vir, até que Neymar e companhia festejaram na Rio-2016. Agora, quatro anos depois, o que o time de André Jardine precisa fazer para conseguir a chance de buscar o bicampeonato no evento?

Vamos lá: a competição é dividida em dois grupos de cinco times cada. O Brasil está no B, ao lado de Bolívia, Paraguai, Peru (o rival da estreia) e Uruguai. O Grupo A tem, portanto, Argentina, Chile, Colômbia, Equador e Venezuela.

Na primeira fase, todos jogos contra todos dentro de seus próprios grupos, ou seja, cada seleção entra em campo quatro vezes. Os dois primeiros de cada grupo avançam para o quadrangular final.

No quadrangular final, os times voltam a se enfrentar de novo, o que significa que serão mais três jogos para cada um dos classificados. Apenas o campeão e o vice têm vaga para a competição.

O Pré-Olímpico não foi disputado nas duas últimas edições. Nessas ocasiões, o critério para a classificação para as Olimpíadas foi o Mundial sub-20 da categoria disputado um ano antes. Em Londres-2012, o Brasil ganhou a vaga porque foi campeão em 2011, com Neymar sendo o destaque da competição. No Rio de Janeiro-2016, a vaga foi garantida como país-sede.

Seleção Brasileira