PUBLICIDADE
Topo

Emperrado, Botafogo inicia ano com derrota e sofre para virar página

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/01/2020 04h00

O ano de 2019 terminou de maneira decepcionante. O maior mérito do Botafogo foi não ser rebaixado no Campeonato Brasileiro. Ao mesmo tempo havia esperança por momentos melhores já que é iminente a transformação em clube-empresa, o que sugere maiores investimentos e salários em dia.

O problema é que ainda não há nada certo ou uma previsão de quando isso poderá realmente ocorrer. Enquanto isso, o Botafogo parece ainda emperrado na temporada passada, mesmo que ela já tenha se iniciado oficialmente no último sábado. O debute resultou em uma vitória do Volta Redonda sobre o Alvinegro, que utilizou equipe de jovens. A esperança por um futuro melhor esfriou, por ora.

Por enquanto, o que resta ao torcedor é a agonia de ver um time com nomes desconhecidos entrar em campo para defender a camisa do Botafogo. Mesmo que ainda sem os titulares, a falta de padrão de jogo contra o Volta Redonda assustou. Comandado por Bruno Lazaroni, o time teve apenas uma boa jogada ofensiva criada, quando Vinicius Tanque finalizou para fora.

O resultado da estreia foi o mesmo que o torcedor se acostumou na reta final de temporada. Mais do que isso, o desempenho não apresenta qualquer sinalização de que o time possa estar sendo bem treinado por Alberto Valentim e equipe. A esperança é que o time principal cause uma surpresa positiva na torcida.

"Quando você tem um jogo coletivo forte, acaba potencializando o individual. Se a gente for analisar, a gente não conseguiu a vitória. Então todo mundo, inclusive eu, tem que ter alguma coisa a mais para dar para gente melhorar", disse Lazaroni.

Na próxima rodada, o Botafogo visitará o Madureira, nesta terça, em Conselheiro Galvão. Nesta partida, o time ainda será o de jovens, como na estreia. O debute do time principal será na 3ª rodada contra o Macaé, no Nilton Santos.

Botafogo