PUBLICIDADE
Topo

Uefa mudou seleção do ano e tirou Kanté para incluir CR7, diz jornal

Cristiano Ronaldo  - Daniele Badolato - Juventus FC/Juventus FC via Getty Images
Cristiano Ronaldo Imagem: Daniele Badolato - Juventus FC/Juventus FC via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/01/2020 09h58

A Uefa pode ter feito uma manobra para que Cristiano Ronaldo, da Juventus, não ficasse fora do time ideal do ano. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Segundo a publicação, Lionel Messi, Sadio Mané e Robert Lewandowski lideraram a votação popular para o ataque. A formação histórica utilizada pela entidade era o 4-3-3. Com isso, CR7 ficaria fora da lista.

Para incluir o astro português, de acordo com o Daily Mail, a Uefa mudou o esquema para um pouco comum 4-2-4, utilizado pela última vez em 2017. A alteração teria atrasado a divulgação da seleção em uma semana.

Ainda segundo o jornal, quem ficou fora foi N'Golo Kanté, volante do Chelsea. O jogador francês deveria entrar como terceiro meio-campista, o que não aconteceu.
"A popularidade de Ronaldo é tão grande que as altas instâncias da Uefa se assustou quando viu que ele não passaria no corte. E, por esse motivo, mudou os 11", apontou o jornal.

Um porta-voz da entidade, no entanto, assegurou que a mudança aconteceu pela presença de CR7 na final da Nations League.

"A formação da equipe de 2019 foi feita para refletir os votos dos torcedores em paralelo com os feitos dos jogadores nas competições da Uefa", disse.

Confira a seleção da Uefa:

Goleiro
Alisson (Liverpool)

Defensores
Robertson (Liverpool)
Alexander-Arnold (Liverpool)
Virgil Van Dijk (Liverpool)
De Ligt (Juventus)

Meias
Kevin De Bruyne (Manchester City)
De Jong (Barcelona)

Atacantes
Cristiano Ronaldo (Juventus)
Lionel Messi (Barcelona)
Sadio Mané (Liverpool)
Robert Lewandowski (Bayern de Munique)

Juventus