PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Após desistência do Grêmio, Edilson aceita redução e continua no Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

14/01/2020 16h33

O lateral direito Edilson se junta ao zagueiro Léo como mais um jogador tarimbado a se acertar com o Cruzeiro e garantir a permanência no clube para a temporada de 2020. Após ter sua saída encaminhada para o Grêmio, o jogador entrou em um acordo com o clube mineiro, que reduzirá sua folha salarial no último ano de contrato com o lateral.

Edilson foi considerado um dos vilões no Cruzeiro que foi rebaixado para a Série B. Também por isso, ele era considerado uma peça praticamente fora do clube para este ano. Desde o mês passado, ele iniciou conversas com o Grêmio no mercado da bola, mas o futebol mostrado no Cruzeiro não foi o suficiente para fazer o ex-clube apostar no jogador mais uma vez.

Sem o acerto com o Tricolor e sem despertar interesse de outras equipes, Edilson teve como opção conversar com o Cruzeiro para permanecer. Era essencial que uma redução no salário fosse realizada, já que o veterano de 33 anos recebia meio milhão até 2019. Apesar de aceitar se adequar à nova realidade celeste, Edilson, assim como os outros jogadores, ainda receberá as pendências da diretoria referentes aos atrasos de salários. Atualmente, o Cruzeiro está com três meses apenas na CLT, mas ainda deve direito de imagem, 13º e FGTS aos seus principais atletas.

Apesar da permanência e de ser um atleta renomado, não é certo que Edilson terá vida fácil em 2019. Para começar, o jogador segue com resistência da torcida, que nunca o viu recuperar seu futebol dos tempos de Grêmio. Além disso, mesmo que o Cruzeiro consiga emprestar o colombiano Orejuela, Edilson ainda terá que vencer a concorrência do garoto Weverton, com passagens pela seleção de base e que tem treinador no time titular da Raposa.

Quem ainda não está garantido

O Cruzeiro estabeleceu o dia 14 (quarta-feira) como data para fechar todas as negociações com os jogadores. Dos atletas mais importantes e com altos salários, alguns estão encaminhados para ficar, outros dificilmente permanecem. Além dos já citados, Fábio, Manoel, Robinho e Ariel Cabral estão com mais chances de ficar. Rodriguinho, Dedé, Sassá e Fred devem sair.