PUBLICIDADE
Topo

Em um mês, Santos resolve 'problema' que tiraria até R$ 26 mi dos cofres

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

10/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Santos encaminhou todos os atletas que retornaram de empréstimo e estão definitivamente fora dos planos
  • O Peixe poderia gastar até R$ 26 milhões com os salários dos jogadores fora dos planos
  • O retorno dos atletas e o aumento da folha salarial era considerado o maior problema para 2020
  • As negociações foram comandadas pelo Superintendente de Futebol William Thomas, que vem sendo elogiado nos bastidores do clube

Se a movimentação do Santos no mercado da bola ainda é tímida no quesito reforços, o mesmo não pode ser dito para as saídas. Um mês após o final do Brasileirão, o Peixe já resolveu aquilo que julgava ser o maior problema do clube para 2020 e que poderia tirar até R$ 26 milhões dos cofres santistas: os atletas que retornaram de empréstimo.

Somados, os salários destes jogadores que regressaram ultrapassava os R$ 2 milhões mensais. Com a folha salarial já bastante onerada e o clube com dificuldades financeiras, conseguir "se livrar" desse aumento de despesas era fundamental para poder respirar financeiramente nesta temporada.

Com autonomia total ao superintendente de futebol, William Thomas, o Santos conseguiu rapidamente encaixar todos os atletas em outros times, uma vez que não estão nos planos do Alvinegro Praiano. Somado a isso, o clube do litoral não pagará nenhuma porcentagem de salários em ao menos metade dos empréstimos. Valores maiores, como Cléber Reis e Rafael Longuine, serão divididos.

A agilidade nas negociações feitas por William Thomas surpreendeu. Há muito tempo o Peixe tem problemas para emprestar jogadores encostados e acaba ficando com os atletas treinando separados do grupo e, consequentemente, se desvalorizando.

Retornaram ao clube nessa janela o goleiro Vladimir, os laterais Daniel Guedes e Romário, o zagueiro Sabino, o volante Yuri, o meia Rafael Longuine e os atacantes Arthur Gomes, Felippe Cardoso e Rodrigão.

Sabino retornou ao Coritiba, Romário foi para o Mirassol, Rodrigão acertou com o Ceará, Rafael Longuine foi repassado ao CRB e Felippe Cardoso foi emprestado ao Fluminense, que também levou Yuri em definitivo. O goleiro Vladimir tem propostas, mas aguarda o desfecho do "caso Vanderlei", Arthur Gomes deve ser aproveitado por Jesualdo e Daniel Guedes está suspenso após ser pego no exame antidoping.

Santos