PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras fica por Deyverson para concluir parte principal da reformulação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

08/01/2020 04h00

O Palmeiras está buscando um interessado para vender Deyverson e terminar a parte mais importante da reformulação traçada ainda no ano passado para o elenco de 2020. O clube encaminhou boa parte da situação dos atletas colocados como prioridade na lista de saídas e procura um destino para o atacante no mercado da bola.

Ainda sob o comando de Mano Menezes e Alexandre Mattos, o clube tinha uma lista de prováveis saídas do elenco. A parte tratada com mais urgência era a saída de alguns jogadores que foram avaliados como dispensáveis. O comando mudou, mas Maurício Galiotte fez questão de manter quase todos os planos.

A saída de Deyverson era um dos principais. O mercado chinês sempre foi considerado uma opção, especialmente pela proposta recusada por ele mesmo a pedido de Felipão de mais de R$ 50 milhões que veio do país asiático. Passada uma semana de janela aberta, o jogador analisa possíveis destinos e pode nem ir à Florida Cup, na semana que vem. O Internacional sondou a situação do atleta a pedido do treinador Eduardo Coudet, mas desistiu em seguida.

Enquanto não sai, o jogador tem enfrentado problemas na vida pessoal. Torcedores fazem ameaças diárias a ele e até a sua mulher. Ele já fez diversos desabafos nas redes sociais pedindo paz.

Por isso, o "Menino Maluquinho" é a principal pendência da lista que tem outros nomes já com futuro decidido ou perto disso.

Borja, que foi para o Junior Barranquilla, Carlos Eduardo, encaminhado para o Athletico, Hyoran, próximo do Atlético-MG, e Antônio Carlos, emprestado para o Orlando City, estavam entre os casos mais urgentes.

Havia ainda casos que eram tratados como resolvidos como os de Edu Dracena e Fernando Prass. Já em novembro, a direção havia definido que os dois não teriam seus vínculos renovados. Victor Luís também sempre foi cotado para ser vendido, mas sua saída não era urgente. A boa proposta do Atlético-MG, no entanto, deve fazer o lateral esquerdo sair.

Raphael Veiga chegou a figurar nessa lista de negociáveis, mas sua manutenção foi um pedido especial de Vanderlei Luxemburgo. A direção atendeu à solicitação, mas avisou que uma proposta muito boa em termos financeiros ainda pode tirar o meia do Alviverde.

Há alguns casos classificados como de oportunidade de mercado. Artur, vendido ao Red Bull Bragantino, é um deles. O atacante estava nos planos palmeirenses, mas os R$ 27 milhões oferecidos foram considerados satisfatórios. A direção avalia se tomará a mesma medida na oferta feita pelo Almería para Gustavo Scarpa.

Bruno Henrique vive situação semelhante. O próprio jogador já explicou a seus agentes que toparia sair em caso de uma boa proposta, mas a diretoria entende que ele ainda pode render um bom futebol no clube. Matheus Fernandes, que tem sondagens do Barcelona, também só sairá caso a oferta seja muito boa.

O Alviverde não pretende ser protagonista em contratações e quer apostar em seus garotos. Vários nomes foram promovidos, sendo Gabriel Veron, Gabriel Menino e Patrick de Paula os que têm despertado mais expectativa.

Palmeiras