Topo

Muro da sede do Fla é pichado; protesto contra Bap e apoio a Marcos Braz

Muros da Gávea, sede do Flamengo, foram pichados com pedidos pela saída de Bap Imagem: Reprodução

DO UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

07/01/2020 08h36

Após a polêmica demissão do gerente de Futebol Paulo Pelaipe, que aconteceu ontem (6), um dos muros da Gávea, sede do Flamengo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, amanheceu com pichações. O principal alvo dos protestos foi Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice-presidente de Relações Externas.

Internamente, Bap não vive em sintonia com Marcos Braz, vice-presidente de Futebol, e foi elemento determinante para a queda de Pelaipe, então braço-direito de Braz no departamento de Futebol.

"Fora Bap, seu m..." e "Fechado com o Braz" foram alguns dos dizeres escritos na Gávea.

Além disso, também houve o pedido pela saída da "X-Tudo", empresa que cuida de parte da comunicação do clube e que tem ligação com Gustavo Oliveira, vice-presidente de Comunicação.

A movimentação que gerou a demissão de Pelaipe ganhou grande repercussão nas redes sociais, chegando a dominar a lista de assuntos mais comentados no Twitter na noite de ontem.

Esta não é a primeira vez que a torcida se manifesta contra Bap. Em maio do ano passado, após a derrota para o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro, os muros da Gávea e do CT Ninho do Urubu também foram pichados. "Fora Bap" e "Fora Abel", então treinador, foram algumas das frases.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Muro da sede do Fla é pichado; protesto contra Bap e apoio a Marcos Braz - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Flamengo