PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Após Flamengo demitir Pelaipe, torcida pede saída de Bap nas redes sociais

Diretoria do Flamengo na festa pelo título da Libertadores; Bap está ao centro - Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
Diretoria do Flamengo na festa pelo título da Libertadores; Bap está ao centro Imagem: Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

06/01/2020 19h37

Após a divulgação sobre a demissão do gerente de Futebol Paulo Pelaipe do Flamengo, a hastag "Fora Bap" ficou em primeiro lugar dentre os assuntos do Twitter no Brasil. A expressão foi em referência a Luiz Eduardo Baptista, vice-presidente de Relações Externas do Rubro-Negro, que não vive em sintonia com Marcos Braz, vice-presidente de Futebol.

O nome do presidente Rodolfo Landim, do próprio Pelaipe e de Marcos Braz também estiveram entre os tópicos mais comentados no país nesta noite. Respectivamente, na segunda, terceira e quarta colocação.

Pelaipe era aliado de primeira hora de Marcos Braz e a saída do então dirigente expôs um distanciamento entre setores do clube, já que a decisão não foi do comando do futebol. Além de Braz, o diretor Bruno Spindel também faz parte desse núcleo. O clima hostil já havia sido noticiado por Mauro Cezar Pereira.

Nomes de dirigentes do Flamengo estiveram entre os assuntos mais comentados do Twitter - Reprodução Twitter - Reprodução Twitter
Imagem: Reprodução Twitter

Pelaipe chegou ao Fla no início da gestão do presidente Rodolfo Landim e participou das conquistas do Campeonato Carioca, da Libertadores e do Campeonato Brasileiro.

Esta não é a primeira movimentação da torcida contra o vice de Relações Externas. Em maio do ano passado, após a derrota para o Atlético-MG, no Campeonato Brasileiro, os muros da Gávea, sede do Flamengo, e Ninho do Urubu, CT do clube, amanheceram pichados. Dentre os dizeres, havia "Fora Bap" e "Fora Abel", então técnico da equipe.

Flamengo