PUBLICIDADE
Topo

Meia do São Paulo é procurado por clubes de Paraguai e Equador

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

03/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

Apesar do rebaixamento do CSA à Série B, Jonatan Gómez, 30, conseguiu se destacar no último Campeonato Brasileiro. Prova disso é a quantidade de clubes interessados em tirá-lo do São Paulo em 2020. Equipes do país já fizeram consultas ao meia argentino, mas quem sai na frente pela disputa no mercado da bola é o Guaraní, do Paraguai.

A equipe está na primeira fase da Copa Libertadores da América, quando enfrentará o San José, da Bolívia, e pode ser adversário do Corinthians no estágio seguinte da competição. O Guaraní já discute valores para fechar com Gómez e o modelo da proposta para o São Paulo.

O estafe de Gómez quer discutir com o Tricolor o melhor formato para as negociações. Pelos problemas financeiros são-paulinos, o ideal seria conseguir uma venda ou pelo menos um empréstimo que aliviasse a folha de pagamento dos paulistas e ainda pudesse render algum lucro. Para isso, é possível estender o vínculo de Gómez, que terminaria em julho de 2020.

O principal concorrente do Guaraní no momento é a LDU, do Equador, que curiosamente está no grupo do São Paulo na Libertadores. Os equatorianos já negociam com Junior Sornoza, do Corinthians, e Gómez pode ser uma opção caso o Vasco consiga atravessar as conversas pelo meia corintiano.

Outros clubes foram mais discretos na procura pelo argentino de 30 anos, como o Barcelona do Equador e três equipes brasileiras: Sport, Ceará e Fortaleza —Rogério Ceni, inclusive, foi o responsável por levar o meia ao São Paulo em 2017. Pesa para Gómez, porém, o desejo de disputar a Libertadores no primeiro semestre.

A princípio, o São Paulo conta com Gómez para a reapresentação do elenco na próxima semana, quando o técnico Fernando Diniz definiria rumos de outros jogadores emprestados. É o caso também do atacante colombiano Santiago Tréllez.

São Paulo