PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Pedrão dispensa férias e treina para aproveitar brecha na zaga do Palmeiras

Pedrão, zagueiro do Palmeiras, pode ser emprestado - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Pedrão, zagueiro do Palmeiras, pode ser emprestado Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

26/12/2019 04h00

Pedrão não vê a hora de 2020 começar logo. Se o fim de ano é época de descanso para a maioria, para ele, é tempo de trabalho e de muito treino para aproveitar a chance que terá no Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo.

Depois de atuar por empréstimo pelo América-MG, o zagueiro dispensou as férias para treinar e começar janeiro em forma. Logo após o fim do Brasileirão, inclusive, ele já se reapresentou ao Verdão e treinou na Academia de Futebol ao lado de outros atletas que se recuperavam de lesão, como Luiz Adriano e Ramires.

"Eu estou muito ansioso, não vejo a hora de voltar a treinar, de me preparar para a Florida Cup. Já estou treinando agora. Meu 2020 já começou. Estou muito focado e pensando só nela. É ali que vai definir meu ano de 2020. Pelo tanto que eu trabalho e focado, meu 2020 vai ser ótimo", afirmou o atleta para o UOL Esporte.

No Alviverde, Pedrão poderá aproveitar uma brecha para ganhar espaço. Seu setor perdeu dois nomes na virada do ano: Edu Dracena se aposentou, e Antônio Carlos foi negociado com o Orlando City, dos EUA. Vitor Hugo, outra opção para a defesa, passou por cirurgia no início deste mês e pode ter de seguir um cronograma especial para retornar aos gramados.

Sua competição, portanto, será especificamente com Luan e Gustavo Gómez. No torneio de pré-temporada, nos Estados Unidos, é bem provável que ele tenha alguns minutos em campo.

"A expectativa de ser aproveitado é alta. Acredito que se eu não estivesse nos planos eu seria emprestado de novo. O Palmeiras não teria interesse em me ter no elenco se não fosse para me usar. Se eu fizer a minha parte, eu vou ter a oportunidade. Depende muito mais de mim do que de outros", analisou.

Pedrão pode ter ao seu lado outros nove atletas que também são das categorias de base do Palmeiras. Gabriel Veron, Gabriel Menino, Patrick de Paula, e Alanzinho são alguns dos exemplos dos jovens que devem ter chances em 2020.

"Dos 10 que vão subir contando comigo, eu não conheço só um. Não vai ter problema nenhum. Todos são amigos, claro que cada um luta pelo seu espaço, mas vai ser legal porque todos vão evoluir juntos. Ninguém vai estar sozinho, todo mundo vai poder conversar e brincar", finalizou.

Palmeiras