PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

São Paulo acerta acordo de 5 mi para Daniel Alves ser embaixador do DAZN

Daniel Alves, do São Paulo - Divulgação/saopaulofc.net
Daniel Alves, do São Paulo Imagem: Divulgação/saopaulofc.net

José Eduardo Martins e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

23/12/2019 04h00

O São Paulo vai fechar a sua primeira parceria para ajudar a pagar os custos de Daniel Alves. Nos próximos dias deve ser anunciado oficialmente o acordo com a DAZN para que o clube receba cerca de R$ 5 milhões por três anos. O badalado lateral direito vai ser uma espécie de embaixador da empresa de streaming no Brasil durante o período em que defender o Tricolor paulista.

Ainda de acordo com a apuração do UOL Esporte, o contrato só depende de detalhes burocráticos para ser sacramentado. Para o São Paulo fechar tal parceria, o executivo de futebol, Raí, e o gerente, Alexandre Pássaro, contaram com a ajuda de um colegiado de profissionais de marketing, que também deu suporte na hora de apresentar o projeto para convencer Daniel Alves a atuar no clube do Morumbi.

Contratado em agosto, o jogador recebeu salário de R$ 500 mil neste ano, que foi integralmente arcado pelo clube. A partir de julho de 2020, Daniel Alves receberá um complemento de renda via direitos de imagem. Na média o valor total de custo do camisa 10, segundo apurou a reportagem, é de 4 milhões de euros por temporada — no câmbio atual, mais de R$ 18 milhões.

No entanto, São Paulo não precisou desembolsar valor pela transferência do ídolo, que já estava sem contrato após defender o Paris Saint-Germain. O Tricolor surpreendeu o mercado da bola ao oferecer um acordo com validade mais longa para Daniel Alves e tirá-lo da Europa.

Como o departamento de futebol selou o negócio, o São Paulo passou a responsabilidade de buscar os parceiros para arcar com os custos do jogador para os dirigentes do setor (Raí, executivo de futebol, e Alexandre Pássaro, gerente da pasta) — tirando as obrigações exclusivamente do marketing. Sendo que apresentar parceiros para arcar com os salários de Daniel Alves é uma das principais cobranças do Conselho de Administração tricolor.

São Paulo