PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

As missões do Flamengo no mercado da bola para 2020

Mercado da Bola 2020: Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo, terá semanas de muito trabalho pela frente - Leo Burlá/UOL
Mercado da Bola 2020: Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo, terá semanas de muito trabalho pela frente Imagem: Leo Burlá/UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/12/2019 04h00

O Flamengo agitou bastante o futebol brasileiro ao conquistar o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores e ficar com vice do mundial. A temporada chegou ao fim, mas o trabalho não para. Enquanto os jogadores vão curtir merecidas férias, a diretoria segue trabalhando firme no mercado da bola. O Rubro-negro tem algumas missões importantes para o ano de 2020.

O UOL Esporte selecionou os principais desafios que o Flamengo terá pela frente até a bola voltar a rolar.

Fechou com Pedro Rocha e Gustavo Henrique

O Flamengo fechou com dois jogadores antes mesmo de a temporada chegar ao fim. Ambos foram oportunidades de mercado e, por isso, havia a necessidade de tomar uma decisão antes de a bola parar de rolar. Rebaixado com o Cruzeiro, Pedro Rocha é o primeiro reforço. Ele pertence ao Spartak de Moscou-RUS e será emprestado até o fim de 2020. O Rubro-negro pagará o salário, na casa de R$ 1 milhão, e terá direito a compra no fim do contrato: 8 milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões).

Gustavo Henrique, por sua vez, ficou sem contrato e não chegou a um acordo por renovação com o Santos. O Flamengo agiu rápido e fechou com o zagueiro com quem já mantinha conversas na reta final do Campeonato Brasileiro. O defensor chega sem custos e o Rubro-negro terá que pagar apenas os salários do atleta — cerca de R$ 700 mil com luvas.

Renovar com Jorge Jesus

Uma das prioridades do Flamengo é renovar com o técnico Jorge Jesus. As conversas já estão rolando há muitos meses, mas o treinador decidiu empurrar para após o mundial. O problema é que após a derrota para o Liverpool, o português seguiu para sua terra natal, onde passará as férias.

A verdade é que Jesus aguarda por propostas de time da Europa, mas até agora nenhuma chegou ao seu estafe. Isso enche a diretoria do Flamengo de confiança. O vínculo dele vai até maio de 2020, mas o português pode deixar o clube sem custos em caso de ofertas. O Rubro-negro tenta ao menos mantê-lo até dezembro do ano que vem.

E com Gabigol

Assim como Jesus, Gabigol também está no topo da lista de prioridades. O centroavante teve temporada espetacular e, da mesma forma que o treinador, esperava por propostas de gigantes da Europa. Até o momento nada ocorreu. O Flamengo já tem acerto com a Internazionale: 16 milhões de euros (R$ 72 milhões).

O problema é justamente chegar a um acordo com Gabigol. As partes negociam valores e já há otimismo por parte da diretoria que a novela chegará ao fim ainda em 2019. A sensação é que a questão caminha para a prorrogação do casamento entre as partes.

Volante nos planos

Além das renovações, o Flamengo também se movimenta no mercado para reforçar o atual elenco. Não é de hoje que a diretoria busca um volante. Willian Arão deu conta do recado, é verdade. Piris da Motta, no entanto, é o substituto imediato e está longe de agradar. A ideia é contratar alguém para disputar a posição ao lado de Gerson. Wendell, do Sporting-POR, é uma opção que agrada. O Rubro-negro tenta o empréstimo, mas ainda não avançou nesse sentido.

Centroavante também

Mesma situação dos volantes. Gabigol é o titular e, se ficar, seguirá sendo a melhor opção. Quando não pode jogar, Bruno Henrique é improvisado. O desejo de Jesus é que isso não precise mais ocorrer. Lincoln vem ganhando a confiança aos poucos, mas ainda representa uma queda de nível. No meio do ano, o Rubro-negro chegou a negociar com Balotelli, mas não fechou negócio.

Reposição na lateral direita

Com a iminente saída de Rodinei para o Internacional, o Flamengo deve ir ao mercado para repor. Rafinha é o titular absoluto. O reserva é muito questionado e falhou em alguns gols sofridos nesta reta final de temporada. João Lucas, também da posição, ainda é considerado verde. Portanto, o Rubro-negro recorrerá ao mercado para fazer uma reposição no elenco.

E um reserva para Arrascaeta

Outra posição que precisa de uma contratação já que Arrascaeta não tem um reserva imediato. Diego é o camisa 10 do elenco, mas já foi avisado por Jorge Jesus que será aproveitado mais recuado — ele rivaliza com Gerson por uma vaga. Reinier é uma opção, mas atua até mais como um centroavante.

Errata: o texto foi atualizado
Diferente do informado, o lateral direito reserva do Flamengo citado na reportagem é João Lucas e não Jean Lucas, negociado pelo time para o Lyon em julho de 2019. O erro foi corrigido.

Flamengo