PUBLICIDADE
Topo

Helinho, jogador do São Paulo, é acusado de agressão em casa noturna

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Eduardo Schiavoni

Colaboração para o UOL, de Ribeirão Preto (SP)

22/12/2019 14h50Atualizada em 24/12/2019 13h31

Resumo da notícia

  • Jogador estava com amigos e família em casa noturna de Sertãozinho (SP)
  • Ele é acusado de ter dado um soco num frequentador da boate
  • Duas pessoas ficaram feridas, e a confusão seria por desavença a respeito de quantidade de bebida consumida
  • Representantes do jogador não foram localizados para comentar

O atacante Helinho, do São Paulo, se envolveu em uma briga, na madrugada de hoje, em uma casa noturna em Sertãozinho (SP). Duas pessoas ficaram feridas no incidente. Segundo os donos do estabelecimento, a confusão começou depois de uma desavença sobre a quantidade de bebida consumida pelo grupo que acompanhava o jogador.

Com participação em 21 jogos na temporada pelo São Paulo, Helinho nasceu em Sertãozinho e está na cidade passando as festas de fim de ano. Ele estava acompanhado de amigos e familiares.

Segundo boletim de ocorrência, por volta das 5h deste domingo o grupo teria discutido com seguranças da casa. Helinho teria batido boca com outro frequentador do local, que estaria tentando apaziguar a situação. Helinho é acusado de ter agredido essa pessoa com socos.

A partir de então, teria havido uma confusão generalizada. O empresário Julio Cesar Bisson acabou atingido por uma série de socos e chutes e teve que ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade. Ele foi atingido com golpes na cabeça, passou por atendimento e acabou transferido à Santa Casa da cidade, onde deve ficar em observação pelo menos até segunda-feira.

Um outro homem, ainda não identificado, chegou a levar uma garrafada na cabeça e desmaiou, mas optou por não buscar atendimento médico.

É o segundo caso de agressão na semana envolvendo um atleta do São Paulo. Na quarta-feira, o goleiro Jean foi preso em Orlando, nos Estados Unidos, acusado de agredir a esposa, e terá seu contrato rescindido ao voltar das férias. Procurado, o clube não comentou o caso de Helinho até a publicação da reportagem.

Câmeras gravaram confusão

A briga foi captada por câmeras do circuito de segurança. As imagens estão sendo providenciadas e devem ser repassadas pela boate à Polícia Civil. O caso foi registrado como lesão corporal e será investigado pela polícia de Sertãozinho.

A reportagem tentou falar com a assessoria que gerencia a carreira de Helinho, por whatsapp e telefone, mas ninguém respondeu.

A dona da boate também foi procurada, mas seu telefone celular estava desligado ou fora de área. A reportagem também ligou nos telefones fixos da boate e tentou contato pela página do estabelecimento nas redes sociais, mas não obteve resposta.

Procurada, a Polícia Civil de Sertãozinho informou que, além das imagens, irá tomar o depoimento das partes envolvidas e que espera a presença de Bisson para depoimento depois que ele tiver alta médica.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o quarto parágrafo, Julio Cesar Bisson é empresário, e não segurança da boate. A informação foi corrigida.

São Paulo