PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Riquelme faz lista de reforços e recebe seu primeiro "não" no Boca Juniors

O ex-jogador Riquelme, durante votação de novos dirigentes do Boca Juniors - Alfredo Luna/TELAM/AFP
O ex-jogador Riquelme, durante votação de novos dirigentes do Boca Juniors Imagem: Alfredo Luna/TELAM/AFP

Do UOL, em São Paulo

19/12/2019 14h56

Riquelme experimentou seu primeiro "não" como dirigente do Boca Juniors. Ídolo e vice-presidente do clube, Riquelme está tentando formar um novo Boca, mas um de seus alvos acaba de dispensar o convite.

Trata-se de Charles Mariano Aránguiz, volante chileno que atua no Bayer Leverkusen.

Segundo o agente de Aránguiz, o jogador de 30 anos quer continuar na Europa. Se não permanecer no Bayer, há outros clubes interessados, como o PSG, na França, e a Inter, na Itália.

O jornal Ole avaliou que embora esteja falando em um pacotão de reforços com aval da nova diretoria, até agora o dirigente não acertou nenhum negócio.

"O técnico será Miguel Angel Russo e nem sequer foi anunciado. Outros nomes? Paolo Guerrero, ainda no cabo de guerra. Andrés Cubas, Ricardo Centurión e Leonardo Sigali. Há oito [jogadores] retornando de seus empréstimos. E, claro, falta definir a situação de Carlos Tevez", escreve a publicação em tom de cobrança.

O retorno do técnico Miguel Angel Russo ao time ainda não foi acertado, como sugere a publicação. No entanto, até o momento, é o nome mais cotado para assumir o clube.

Esporte