PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras vê exigências aceitas e consolida reaproximação com FPF para 2020

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras - Marcello Zambrana/AGIF
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

18/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Palmeiras havia rompido com a FPF após a final do Paulistão de 2018
  • Clube tentou sem sucesso anular a partida alegando interferência externa
  • Verdão exigiu VAR no Paulistão, divulgação de áudios e troca na chefia da arbitragem
  • Reaproximação entre as partes já vinha se desenhando em 2019

O Palmeiras consolidou de vez a reaproximação com a Federação Paulista de Futebol (FPF), em um processo que já vinha se desenhando nos últimos meses. O principal motivo para iniciar 2020 com a paz selada é que o clube entende que suas três exigências feitas no ano passado, quando rompeu com a entidade após a final do Campeonato Paulista contra o Corinthians, foram atendidas: utilização do VAR, divulgação dos áudios de comunicação e troca no comando da arbitragem.

O VAR já foi usado no Paulistão deste ano e está mantido para a próxima temporada, enquanto o diretor de arbitragem da FPF na época da final de 2018, Dionísio Roberto Domingos, foi substituído pela ex-árbitra Ana Paula Oliveira na semana passada. Dionísio, aliás, teve sua presença em campo investigada na ocasião e chegou a ser interrogado no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) no processo, que acabou arquivado, no qual o Palmeiras pedia a anulação da partida.

Já em relação à divulgação dos áudios da comunicação entre a equipe de arbitragem, o Palmeiras entende que o Campeonato Paulista seguirá o caminho já estabelecido por entidades como a CBF e a Conmebol, que ao longo do ano abriram publicamente alguns dos diálogos em partidas do Brasileirão e da Libertadores.

Com essas mudanças, o Palmeiras voltou a se sentir respeitado pela FPF. A relação passou por momentos bastante tensos, com o clube se negando a enviar representantes às reuniões da federação e o presidente Maurício Galiotte se referindo ao Estadual como "Paulistinha" mais de uma vez, mas já vinha se restaurando em tempos recentes.

Em 2019, o Palmeiras voltou a marcar presença em encontros considerados importantes na FPF e convidou para a festa de aniversário do clube, em agosto, representantes da entidade. O presidente da federação, Reinaldo Carneiro Bastos, e o presidente do TJD-SP, Antônio Olim, estiveram no evento.

O Campeonato Paulista será a primeira competição oficial do Palmeiras em 2020. A estreia acontece em 22 de janeiro, contra o Ituano, fora de casa. O Verdão será novamente comandado por Vanderlei Luxemburgo, treinador que levou o time ao seu último título estadual, em 2008.

Palmeiras