PUBLICIDADE
Topo

B.O. relata oito socos de Jean em mulher e chapinha quebrada na cabeça dele

Jean, goleiro do São Paulo, detido nos EUA - Orange County Public Records
Jean, goleiro do São Paulo, detido nos EUA Imagem: Orange County Public Records

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

18/12/2019 17h00

O Boletim de Ocorrência registrado pelo xerife do Condado de Orange, na Florida (EUA), relata oito socos dados por Jean, goleiro do São Paulo, na mulher Milena Bemfica. Ele foi algemado e preso por violência doméstica na manhã de hoje (18).

No relatório, o policial Edgar Castillo afirma ter sido chamado ao hotel em que Jean estava hospedado por causa de uma discussão envolvendo o goleiro e sua mulher. Na descrição, ele afirma que Milena estava com o rosto "inchado e com marcas roxas sob os dois olhos". Além disso, Jean estava com um hematoma na cabeça.

Milena relatou à polícia que a discussão entre os dois começou no quarto do hotel. Ao tentar ir para a cama, ela foi jogada no chão por Jean, que desferiu três socos em seu rosto. Milena, então, teria pegado uma chapinha e a quebrado na cabeça do goleiro, em um ato considerado de "autodefesa" pelo policial.

Jean teria ido novamente para cima de Milena, que lançou a chapinha quebrada na perna do goleiro, fazendo um corte na região. O relatório aponta que ela tentou sair do quarto, mas Jean a agarrou mais uma vez até o banheiro, onde desferiu mais cinco socos em seu rosto.

No relatório, o policial Edgar Castillo afirmou que não prenderia Milena, pois todos seus atos de agressão foram fruto de defesa própria. De acordo com o policial, Jean não quis notificar o Consulado Brasileiro de que estava sendo preso.

O policial afirma que Milena recebeu cuidados médicos ainda no local do ocorrido. Já Jean foi levado ao hospital Dr. P. Phillips para cuidar de seus ferimentos. Na sequência, ele foi encaminhado à prisão do Condado de Orange.

O documento tem tarjas pretas nas informações consideradas confidenciais, como os nomes das vítimas. As autoridades disseram à reportagem que não daria mais informações sobre o caso envolvendo o goleiro Jean.

Reprodução
Imagem: Reprodução

São Paulo decide rescindir contrato com Jean

A diretoria do São Paulo passou o dia reunida e decidiu que rescindirá o contrato de Jean. O goleiro tem vínculo com o clube paulista até o final de 2022. Segundo o UOL Esporte apurou, o clube só estuda a melhor forma de romper o contrato. Além de Jean, Fernando Diniz conta com os goleiros Tiago Volpi e Lucas Perri.

Jean e a mulher passavam férias no país junto com as duas filhas. Na madrugada de terça para quarta-feira (18), Milena postou na internet uma série de vídeos em que relatava ter sido agredida pelo marido: "Gente, eu estou aqui em Orlando (EUA) e olha o que Jean acabou de fazer comigo. Alguém me ajude, Jean acabou de me bater. Minha mãe, calma, eu estou bem. Mas olha para isso. Jean, goleiro do São Paulo, olha o que ele fez comigo. Eu quero justiça, eu quero justiça. Eu estou trancada no banheiro e olhe o que ele está fazendo comigo." O caso foi registrado na Orange County Sheriff Office sob o número 19036025 por violência doméstica. A assessoria pessoal de Jean disse que não há previsão de posicionamento do jogador ou de seu estafe neste momento.

O São Paulo emitiu uma nota oficial mais cedo: "O São Paulo Futebol Clube informa que acompanha o caso envolvendo o atleta Jean Paulo Fernandes Filho e aguarda apuração dos fatos para definir as medidas cabíveis. Em seus quase 90 anos de existência, o São Paulo construiu uma história pautada por princípios sólidos de conduta dentro e fora de campo, e não abre mão deles".

São Paulo