PUBLICIDADE
Topo

Mundial de Clubes - 2019

Flamenguistas "sofrem" com cerveja a R$ 56 em pré-jogo no Mundial do Qatar

Torcedores do Flamengo aglomerados em Doha, no Qatar: sem cerveja - Leo Burlá / UOL
Torcedores do Flamengo aglomerados em Doha, no Qatar: sem cerveja Imagem: Leo Burlá / UOL

Leo Burlá

Do UOL, em Doha (Qatar)

17/12/2019 04h00

O torcedor do Flamengo que já gastou milhares de reais para cruzar o oceano e acompanhar o Mundial de Clubes está tendo de abrir o bolso em Doha (QAT), especialmente se ele não abre mão de sua cerveja.

Como a venda de álcool é absolutamente restrita no Qatar, os preços vão lá para cima nos hotéis habilitados para a venda. Em média, uma cerveja custa 50 rial, a moeda qatari. Na conversão, uma bebida sai por algo em torno de R$ 56.

"Realmente é caro, mas eu saí um dia e bebi algumas. Claro que complica fazer isso todo dia, mas uma vez ou outra eu vou acabar fazendo", disse o rubro-negro João Abreu.

Alguns estabelecimentos têm um chamariz para atrair a clientela. O bar do hotel do Flamengo, por exemplo, tem um "happy hour". Durante um intervalo de tempo, que vai até 20h, a bebida sai por 'apenas' 38 rial (R$ 42). Depois desse período promocional, o preço volta para os R$ 56 habituais.

Turistas bebendo cerveja em Doha - Leo Burlá/UOL - Leo Burlá/UOL
Turistas consomem bebidas alcoólicas em bar de hotel em Doha, no Qatar
Imagem: Leo Burlá/UOL

Há um outro bar de hotel que foi ainda mais criativo. Eles oferecem combos e os preços vão caindo à medida que o cliente está com mais sede. Uma promoção com quatro cervejas sai por 100 rial (R$ 112). Há ainda ofertas que combinam bebida alcoólica e aperitivos. Tudo ao gosto (e ao bolso) do freguês.

A Fan Zone da Fifa oferece uma alternativa um pouco menos salgada. Por 25 rial (R$ 28), o torcedor pode matar a vontade. Há ainda uma versão menor que sai por 20 rial (R$ 22), além de taça (R$ 33) ou garrafa de vinho (R$ 123).

Cardápio da Fan Zone inclui bebidas - Leo Burlá / UOL - Leo Burlá / UOL
Imagem: Leo Burlá / UOL

"A melhor opção antes do jogo do Flamengo vai ser ir para a Fan Zone antes e fazer um esquenta. Ao menos sai um pouco mais em conta", disse o estudante Bruno Araújo.

Beber em locais públicos é considerado crime no Qatar e a comercialização de cerveja está proibida nos estádios. O torcedor que for hoje (17) ver o jogo entre Flamengo e Al-Hilal (SAU), às 14h30 (de Brasília) poderá cantar à vontade, mas terá de ficar de 'bico seco'.