PUBLICIDADE
Topo

Por que o Corinthians não quer Dedé mesmo em busca de um zagueiro

Zagueiro Dedé não foi procurado pelo Corinthians e está fora dos planos da diretoria alvinegra - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Zagueiro Dedé não foi procurado pelo Corinthians e está fora dos planos da diretoria alvinegra Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Samir Carvalho e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e Belo Horizonte (MG)

16/12/2019 04h00

A posição de zagueiro está na lista de reforços do Corinthians. E, neste fim de semana, a torcida corintiana discutiu em redes sociais o nome de Dedé para reforçar o Timão. Com isso, o UOL Esporte foi apurar se existe alguma possibilidade do defensor do Cruzeiro formar dupla de zaga com Gil em 2020. A reposta foi enfática pela diretoria alvinegra: "não". A reportagem apurou que o preço do pacote da contratação e as lesões constantes não o tornam atrativo.

Vale ressaltar que o Corinthians não procurou Dedé e nem vai procurar. O clube paulista, inclusive, sequer buscou informações sobre valores ou do estado clínico e físico do atleta.

Aliás, o Cruzeiro terá dificuldades no Mercado da Bola para negociar Dedé exatamente por estes fatores. O zagueiro fatura R$ 590 mil mensais no clube mineiro e ainda acumula problemas nos dois joelhos desde novembro de 2014.

Recentemente, Dedé foi submetido a uma nova cirurgia no joelho direito e terminou a temporada sem jogar. Entregue ao departamento médico, nem sequer participou das últimas atividades sob a batuta de Adilson Batista.

Os problemas clínicos são constantes nos últimos anos do atleta. Após a primeira grave lesão, em novembro de 2014, Dedé ficou três temporadas seguidas sem atuar com frequência. Ele não entrou em campo em 2015, fez cinco jogos em 2016 e disputou outros sete em 2017. Somente nos últimos dois anos atuou com mais frequência. Ainda assim, apresentou novo problema devido à carga de jogos.

Se não bastasse, o Corinthians teria que pagar pela liberação de Dedé ao Cruzeiro. Mesmo que seja visto como um potencial negociável, o zagueiro tem situação diferente de outros nomes, como Edílson, Thiago Neves e Fred. A intenção da cúpula é receber uma compensação em troca da liberação do defensor.

No início do ano, o Flamengo fez uma proposta que poderia chegar até R$ 20 milhões com metas. Entretanto, na ocasião, a diretoria mineira recusou o acordo.

O Corinthians, aliás, devolveu Manoel ao Cruzeiro e, por isso, busca um zagueiro no Mercado da Bola. Hoje, o técnico Tiago Nunes conta com Gil, Pedro Henrique, Bruno Méndez e Marlon. Recentemente em jogo-treino, no CT Joaquim Grava, o técnico interino Dyego Coelho utilizou Ralf como zagueiro.

Corintianos não perdoam Dedé

A discussão da torcida do Corinthians sobre Dedé nas redes sociais serviu para mostrar que grande parte da torcida não deseja ver o zagueiro no Timão em 2020. Além de citarem os problemas físicos, lesões, os torcedores alegam que Dedé simulou falta contra o Corinthians na final da Copa do Brasil do ano passado. Com isso, o gol de Pedrinho foi anulado pelo VAR (árbitro de vídeo) por conta do lance do zagueiro na origem da jogada. A torcida não perdoa o defensor.

Futebol