PUBLICIDADE
Topo

Patrocínio reduzido e "nova" roupa de treino: Fla se ajusta à Fifa no Qatar

Flamengo treina em Doha (QAT) pela primeira vez: camisa de treino limpa e números nos calções - Leo Burlá/UOL
Flamengo treina em Doha (QAT) pela primeira vez: camisa de treino limpa e números nos calções Imagem: Leo Burlá/UOL

Leo Burlá

Do UOL, em Doha (QAT)

16/12/2019 04h00

Classificação e Jogos

Os clubes que disputam o Mundial do Clubes têm de seguir uma estrita cartilha exigida pela Fifa, organizadora do evento, no que diz respeito aos protocolos e uso de marcas.

Para a disputa em Doha, os participantes tiveram de diminuir a marca de seus patrocinadores master por exigência da entidade, que não quer conflito comercial com quem financia a festa. Ou seja, seus próprios parceiros de negócios.

Além desta norma, eventuais marcas que estejam expostas em outras propriedades dos uniformes estão vetadas. Além da questão econômica, a Fifa alega que terá de aplicar um "patch" no ombro das camisas. Com estas regras, cinco patrocinadores do Flamengo estão fora do melhor da festa, embora já constasse essa previsão em todos os contratos feitos com as empresas.

Outra novidade diz respeito aos uniformes de treino. Por determinação, estes devem ser completamente isentos de aplicações. Em seu primeiro treino em Doha (QAT), o Fla já exibiu este novo modelo de camisa.

Para ajudar na melhor identificação dos torcedores, os nomes dos jogadores serão inseridos acima dos números. A medida visa dar mais visibilidade para o público no estádio e na televisão.

Por fim, os calções usados pelos jogadores também trarão seus respectivos números acima da marca de fornecedor de material esportivo. Esse procedimento é igualmente adotado na Libertadores.

De "roupa nova", o Flamengo segue hoje (16) a sua preparação, com treino desde as 10h (hora local) no Estádio Abdulla bin Khalifa. Amanhã, a equipe encara o Al-Hilal (SAU), às 14h30 (de Brasília), no Estádio Khalifa, em jogo válido pela semi do Mundial.

Flamengo