PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por que Corinthians ainda não fechou com Luan e vetou nomes ao Grêmio

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/12/2019 04h06

Resumo da notícia

  • Negociação envolvendo Luan está avançada entre Corinthians e Grêmio
  • Indecisão do Grêmio sobre qual atleta escolher do Corinthians é empecilho
  • Grêmio já sabe quais jogadores o Corinthians não aceita liberar
  • Valor da transação depende do atleta que o Grêmio vai escolher do Corinthians

Corinthians e Grêmio seguem no Mercado da Bola negociando a possível transferência do meia-atacante Luan para o clube de Parque São Jorge. As negociações estão avançadas, mas o acordo ainda não foi fechado por conta do jogador que o Alvinegro cederá em troca pelo principal jogador da América do Sul em 2017.

Segundo apurou o UOL Esporte, o Grêmio está indeciso em relação ao jogador que pretende escolher do elenco corintiano. A diretoria gaúcha indica nomes, mas depois muda de ideia e pede outros jogadores. O fim da dúvida por parte dos gaúchos pode selar o negócio.

O Corinthians não ofereceu nenhum atleta e sugeriu apenas que o clube gaúcho indicasse os atletas que interessam. Entretanto, o Grêmio já sabe, por exemplo, quais jogadores o clube de Parque São Jorge não aceita liberar em troca.

A diretoria corintiana aceita liberar Clayson, um dos atletas elogiados pelo presidente do Grêmio, Romildo Bolzan. O problema é que os gaúchos não aceitaram o camisa 25 nas últimas conversas.

No entanto, o Corinthians não desistiu de envolver Clayson na negociação e acredita que os gaúchos possam mudar de ideia. Há também a possibilidade de o clube paulista oferecer um segundo jogador, além de Clayson. Mas vale ressaltar que não será nenhum atleta do quinteto pedido pelo Grêmio.

O valor da transação também não está definido. As duas diretorias trabalham com alguns valores, mas o 'preço final' depende do atleta ou dos atletas do Corinthians que podem ser envolvidos.

Michael segue na mira

Além de Luan, o Corinthians segue em busca da contratação de Michael, do Goiás. O clube paulista ofereceu R$ 20 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador. A diretoria corintiana ainda pretende envolver alguns atletas de seu elenco na transação para abater o valor oferecido aos goianos.

Inicialmente, o Goiás pede R$ 50 milhões por 70% dos direitos do atacante. Como revelou o UOL Esporte, Michael e seus representantes podem ceder parte de seus direitos ao clube goiano para facilitar o desfecho do negócio.

Futebol