PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

"Nada debaixo do tapete": biografia de corintiano Cássio não poupa manchas

Goleiro de 32 anos atingiu no último jogo de 2019 a marca de 450 jogos pelo Corinthians; ele tem 9 títulos pelo clube - Thiago Ribeiro/AGIF
Goleiro de 32 anos atingiu no último jogo de 2019 a marca de 450 jogos pelo Corinthians; ele tem 9 títulos pelo clube Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

13/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Está em pré-venda pela internet e irá às lojas na segunda (16) uma biografia de Cássio
  • Goleiro do Corinthians tem sua trajetória de vida relatada pelo jornalista Celso Unzelte
  • Cássio desabafa sobre a má fase profissional e pessoal que viveu recentemente
  • Lançamento será em janeiro, em evento sem data definida com presença de Cássio
  • Ideia é bater o recorde do lançamento da biografia de Marcos, do Palmeiras

"Teve situações em 2014, 2015 em que eu acordava e minha casa estava cheia de gente que eu nem conhecia. Eram situações de eu acordar à noite, ter feito festa na minha casa e não saber quem estava lá. A casa cheia de gente, bebida, festa... É muito difícil o cara se dar conta disso."

O desabafo é do goleiro Cássio, ídolo do Corinthians, com 450 partidas e nove títulos, e aparece na página 147 do livro 'Cássio - A trajetória do maior goleiro da história do Corinthians', da editora Universo dos Livros. A obra está disponível em pré-venda online e chegará às lojas na próxima segunda-feira (16). É uma biografia que conta dos primeiros anos de vida ao momento atual de um dos jogadores mais importantes do futebol nacional em atividade.

De acordo com o autor, o jornalista e pesquisador Celso Unzelte, o livro não poupa detalhes sobre os momentos mais duros da carreira do goleiro, como a época em que ele virou reserva e quase foi negociado pelo Corinthians, seus desafetos e crises.

"Desde o começo, algo muito legal é que ele não quis jogar nada debaixo do tapete. É uma ironia boba, mas ele não se preocupou em contar só as pingas que tomou, mas os tombos que levou. Há um capítulo chamado 'A queda do gigante' em que mais do que dizer o que é público, que ele virou reserva do Walter, mostramos a bronca que ele ficou do Mauri [Lima, ex-preparador de goleiros do Corinthians] e do Tite, e das mensagens que trocou com o Walter. Também há a questão da vida pessoal, de ser alguém que se encantou com a fama, mas depois dá uma guinada na vida graças à religião e à esposa", conta Unzelte, que ainda completa:

Essa questão da bebida ficou conhecida por um vídeo antigo dele que circulou no YouTube e no WhatsApp. Ele não foi um alcoólatra, mas dava festas e bebia muito porque dava muitas festas.

Contratado pelo Corinthians no começo de 2012, depois de passagens por Grêmio e PSV-HOL, Cássio viveu o auge da carreira com as conquistas da Libertadores e do Mundial na mesma temporada. Após mais títulos nos anos seguintes, entrou em um momento conturbado na vida profissional - quando perdeu a titularidade no Corinthians - e na vida pessoal, com ganho de peso e dramas familiares. Ele conseguiu a redenção, o que atribui à esposa Janara e à vida religiosa, e voltou a empilhar taças.

Biografia está disponível em pré-venda pela internet - Divulgação
Biografia está disponível em pré-venda pela internet
Imagem: Divulgação

Hoje, Cássio é titular incontestável do Corinthians aos 32 anos e tem mais duas temporadas de contrato. Por isso, foi reticente quanto à possibilidade de ser personagem de um livro biográfico.

"Foi um pedido da editora a mim. Eles vinham de uma biografia bem-sucedida do Silvio Santos e já haviam feito a do goleiro Marcos, com o Mauro Beting. Eu topei na hora. Tenho muitas lembranças afetivas do Cássio, ele é o grande ídolo do meu filho Daniel, de 15 anos. Além disso, é uma história interessante de contar do ponto de vista do cara desconhecido se tornar esse ídolo. É uma pessoa viva, em plena atividade, mas se fizeram biografia até do Justin Bieber está valendo tudo (risos). Ele ficou surpreso: 'será que eu já tenho história para tudo isso?'. É uma história ainda em construção, sem final, mas tem muita coisa para contar", revela Celso Unzelte, que ainda conta um projeto ousado da editora para a biografia de Cássio:

"Fizemos a pré-venda desde já para não perder o Natal, o livro ser um presente de Natal. O lançamento será em janeiro, estamos definindo pela agenda do Cássio, será um evento público com a presença dele e eu de contrapeso (risos). A ideia é bater o recorde de pessoas do lançamento do livro do Marcos, nesse campo de rivalidade mesmo. Vamos ver. Tomara que a gente fique uns três dias assinando."

Corinthians