PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG adota cautela contra Palmeiras e busca investidor por Sampaoli

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

13/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Atlético-MG conversa com Jorge Sampaoli, mas tem ciência de que é difícil bater a concorrência do Palmeiras, mais organizado hoje
  • Clube escutou pedida do técnico - 4,5 milhões de euros livres por ano -, mas quer reduzi-la. Mineiros terão investidor por trás do negócio
  • Diretoria recorreu a um patrocinador para bancar salários e reforços pedidos. O problema é que não alcançará as exigências e terá que negociar valores

O Atlético-MG conversa com Jorge Sampaoli para o cargo de treinador em 2020. Ciente do interesse do Palmeiras, o Galo se posiciona de forma mais cautelosa nas conversas e conta com o apoio de um patrocinador para tentar um acordo com o técnico.

A diretoria sabe da dificuldade de um desfecho positivo nas negociações, sobretudo pelas exigências do argentino e pela concorrência de um clube mais organizado financeiramente. Hoje, o comandante espera um contrato em que fature 4,5 milhões de euros (R$ 20,58 milhões) livres por ano. Em sua última reunião antes de acertar a saída do Santos, o argentino pediu R$ 100 milhões em investimentos na próxima temporada.

O que agrava a situação é que o Atlético vive crise financeira desde o início da gestão de Sérgio Sette Câmara, em janeiro de 2018. O clube teve dificuldades para pagar salários ao elenco durante toda a atual temporada. Outros compromissos também não foram honrados nos prazos determinados.

Para fechar com Sampaoli, seria necessária uma engenharia financeira e o aporte de investidores. A diretoria conta com o apoio de um de seus patrocinadores para buscar o argentino em 2020. Um deles, inclusive, foi autorizado a conversar em nome do clube nas negociações.

Houve um encontro na última quarta-feira (11) com membros do estafe de Jorge Sampaoli. A ideia era escutar o que o técnico queria para acertar a ida para a Cidade do Galo em 2020. Ele repetiu o pedido feito ao Palmeiras: 4,5 milhões de euros livres por ano.

A diretoria atleticana sabe que o valor é impossível de se alcançar em uma eventual negociação. No entanto, deseja avançar nas conversas para fazer uma proposta que caiba no orçamento determinado entre clube e patrocinador. O mesmo parceiro deve ajudar em reforços, assim como aconteceu nas contratações de Guga e Igor Rabello, bancados por TFM Agency (antiga Traffic) e Banco BMG, respectivamente.

O Atlético ainda pretende apresentar a Sampaoli o plano de contratações para a próxima temporada. Sette Câmara deseja buscar até quatro nomes de peso, além de outros nomes que possam reforçar o elenco, assim como o lateral direito Maílton, anunciado na noite de ontem (12).

Jorge Sampaoli não é a única opção do Atlético para a próxima temporada. Rogério Ceni é um nome que agrada, mas o técnico tem proposta do Athletico Paranaense para 2020. Fábio Carille também interessa, mas o técnico trata o futebol chinês como prioridade.

Atlético-MG