PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Antônio Carlos conta como seu pai o ajudou a se aproximar de Edmundo

Antônio Carlos e seu Carlos, seu pai, que o incentivou a fazer as pazes com Edmundo - Arquivo pessoal
Antônio Carlos e seu Carlos, seu pai, que o incentivou a fazer as pazes com Edmundo Imagem: Arquivo pessoal

Do UOL, em São Paulo

13/12/2019 12h33

Resumo da notícia

  • Em longa entrevista ao UOL Esporte, Antônio Carlos relembrou que não gostava de Edmundo: "Eu falava: 'pai, é um filho da puta. Deixa ele pra lá'"
  • Seu Carlos, pai do ex-zagueiro, porém, era fã do atacante: "Nem para mim ele olhava com aqueles olhos que ele olhava para o Edmundo"
  • A reconciliação aconteceu em um duelo entre Roma x Fiorentina. No intervalo, os dois chegaram juntos ao túnel, deram uma risada e se abraçaram
  • Depois disso, a amizade floresceu. Edmundo até hospedou seu Carlos em sua casa quando jogava pelo Napoli: "Ali cresceu um puta de um relacionamento"

Antônio Carlos revelou, em longa entrevista ao UOL Esporte, que seu pai, seu Carlos, foi o responsável por sua aproximação com Edmundo. Os dois jogaram juntos no Palmeiras na década de 1990, mas nunca se deram. Até socos os dois trocaram nos vestiários.

Seu Carlos, porém, era fã do atacante. "Apaixonado pelo Edmundo. Meu pai ficava: 'pô, vocês não conversam'. Eu falava: 'pai, é um filho da puta. Deixa ele pra lá'. Mas o meu pai era fanático. Ele via o Edmundo e dava pra ver que ele se transformava. Nem para mim ele olhava com aqueles olhos que ele olhava para o Edmundo".

A amizade só começou quando atuavam na Itália. "Com o passar do tempo, a gente vai ficando mais velho, vai ficando mais experiente, a gente vai relevando alguma coisa. Eu fiquei, praticamente, seis, sete anos sem falar com o Edmundo". Tudo mudou em duelo Roma x Fiorentina.

"O Edmundo do lado da Fiorentina, eu do lado da Roma. Na Itália, naquela época, entrava junto. Eu nem olhei na cara dele, ele nem olhou na minha. Terminou o primeiro tempo, eu venho saindo de lá, ele vem daqui. Aí, deu certo que a gente foi chegando perto, um olhou pro outro, deu uma risadinha e demos um abraço. Conversamos depois do jogo. Eu acabei indo pra Florença."

Quando jogava no Napoli, Edmundo retribuiu a admiração do pai de Zago sendo seu anfitrião. "Hospedou o meu pai na casa dele, em Nápoles, em um jogo que nós jogamos contra o Napoli, em Nápoles. Meu pai foi pra lá dois dias antes e aí ficou lá na casa do Edmundo. Nós fomos, jogamos no domingo, saímos pra jantar e ali cresceu um puta de um relacionamento que eu tenho com ele".

Melhores momentos da entrevista de Antônio Carlos

UOL Esporte

Futebol