PUBLICIDADE
Topo

Desligado do Cruzeiro, Perrella ataca presidente: "biruta de aeroporto"

Saída de Perrella e racha com Wagner Pires expõe mais uma turbulência na conturbada crise do Cruzeiro - Bruno Haddad/Cruzeiro
Saída de Perrella e racha com Wagner Pires expõe mais uma turbulência na conturbada crise do Cruzeiro Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

12/12/2019 13h41

Horas depois de o presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, confirmar o desligamento de Zezé Perrella do clube, o agora ex-gestor de futebol concedeu uma entrevista rebatendo o mandatário e expondo outros problemas na já conturbada diretoria celeste. Em sua versão, Perrella disse estar surpreso com a decisão tomada por Wagner e alegou que não voltará a exercer o cargo de presidente do Conselho Deliberativo.

"Eu fiquei surpreso com a decisão, porque ele é uma biruta de aeroporto. Cada hora ele fala uma coisa. Mas ele tem direito. Foi eleito para isso. Inclusive na reunião de ontem, eu sugeri ao presidente Wagner que renunciasse. Falei 'Wagner, eu não quero continuar no clube, vamos convocar eleições gerais no clube, inclusive para a presidência do Conselho, e você renuncia. Sua presença hoje não é boa para o Cruzeiro'. Ele disse que não renunciaria e, junto de outras pessoas, me convenceram a ficar. Então é uma coisa inexplicável que aconteceu ontem", disse.

Zezé Perrella ocupava o cargo de presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro. Em outubro, ele passou a acumular a função com o cargo de gestor de futebol, herdando o lugar de Itair Machado, antigo vice-presidente de futebol, e que deixou o clube naquela ocasião. Na terça-feira (10), o Cruzeiro confirmou que Perrella havia deixado o Conselho para se dedicar exclusivamente ao departamento de futebol. Porém, na manhã de hoje (12), Zezé acabou desligado em definitivo da instituição.

"Eu não volto para a presidência do Conselho, porque parece que estou retaliando, porque o Wagner me desligou. Eu não gostaria de comandar esse processo. Dalai (José Dalai Rocha, novo presidente do Conselho Deliberativo) é uma figura absolutamente equilibrada. E a conversa que eu tive com o Dalai antes, ele vai colocar em votação para afastamento do senhor Wagner e de seus dois vice-presidentes. O Conselho que vai decidir. Se o Conselho achar que o trabalho está maravilhoso, que o Cruzeiro não tem nenhum problema, que continuem. Se entenderem que tem que sair, que saiam logo, para a paz voltar para o Cruzeiro. Eu não volto ao futebol, mas precisamos fazer isso urgente. Cara nova, que não tem desgaste. O Cruzeiro tem que ter paz", definiu Perrella.

Sobre futuro de Thiago Neves

Zezé Perrella também foi questionado sobre o futuro do meia Thiago Neves. Afastado. Thiago chegou a receber o contato da diretoria para jogar o último jogo do Brasileirão, mas sua participação acabou vetada por Zezé. Agora, com a saída de Perrella, Wagner Pires já acenou com a possibilidade de o meia voltar a atuar pelo clube em 2020.

"O Thiago Neves é um empregado do clube. Eu não respondo a ele. Ele, sim, fez o que se propôs. Ele sequer apareceu no vestiário no jogo contra o Palmeiras. Se o novo diretor de futebol quiser aproveitar, o problema é dele. Eu nunca alisei. Esse cara estava numa festa na véspera de um jogo decisivo (contra o Vasco), machucado. Ele desrespeitou o Cruzeiro", disse Perrella.

Cruzeiro