PUBLICIDADE
Topo

Amigo de Adilson, Perrella evita cravar permanência do técnico no Cruzeiro

Treinador aceitou desafio de vir para o Cruzeiro a pedido do amigo pessoal Zezé Perrella, hoje desligado do clube - Bruno Haddad/Cruzeiro
Treinador aceitou desafio de vir para o Cruzeiro a pedido do amigo pessoal Zezé Perrella, hoje desligado do clube Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

12/12/2019 14h09

Amigo pessoal de Adilson Batista, Zezé Perrella foi o principal responsável pela contratação do técnico para o Cruzeiro. Agora, Zezé está desligado do clube mineiro e sua saída pode mexer também com o futuro do comandante. Sem o seu principal ponto de apoio no clube, Adilson passará a depender agora dos planos do presidente Wagner Pires e de Márcio Rodrigues, novo gestor de futebol. Para Zezé, a decisão está nas mãos do técnico.

"Conversei rapidamente com o Adilson, porque ele veio por um convite feito por mim. Não sei se o novo diretor vai reafirmar esse convite para ele. Se for feito, ele iria avaliar. Está (Adilson) muito chateado, pois veio em um projeto novo. Se o novo vice-presidente quiser que ele fique, eu ajudo junto a ele. Eu acho que, se ele entender que vai contribuir, seria um grande nome para esse trabalho de reestruturação que tem que acontecer. Mas a decisão não é minha", disse Perrella.

Apesar de uma pequena parcela de responsabilidade, Adilson mal teve tempo para evitar o rebaixamento do Cruzeiro. Desde a sua chegada, o treinador teve dez dias e três jogos para conseguir os resultados suficientes para sair do Z-4. Por duas vezes, o time teve a possibilidade de deixar a degola, mas não fez o resultado esperado. Com derrotas para Vasco, Grêmio e Palmeiras, o Cruzeiro acabou rebaixado pela primeira vez em sua história.

Cruzeiro