PUBLICIDADE
Topo

De saída, Bruno agradece volta de "espírito vencedor" no Inter

Bruno, lateral direito do Inter, em partida contra o Flamengo pela Libertadores - Ricardo Duarte/Inter
Bruno, lateral direito do Inter, em partida contra o Flamengo pela Libertadores Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

11/12/2019 12h00

Resumo da notícia

  • O lateral direito Bruno não permanecerá no Inter na temporada 2020.
  • Em entrevista ao UOL Esporte, o jogador comemorou o bom rendimento no clube.
  • Bruno disse que o espírito vencedor foi resgatado na passagem dele por Porto Alegre.
  • O jogador tem algumas sondagens e deve definir futuro nas próximas semanas.

Bruno não ficará no Inter para 2020. Com contrato se encerrando, o lateral de 34 anos já tem algumas sondagens para a temporada que vem. De saída, ele avalia como positiva a temporada e a volta do espírito vencedor que conseguiu.

"O ano foi muito bom. Seria maravilhoso se tivéssemos conquistado títulos. Mas foi um ano que, de minha parte, fui contratado ainda sob dúvida, se daria certo ou não, se eu ajudaria, inicialmente era para ser reserva, jogar quando desse... Mas fiquei muito feliz porque tive chance de jogar. Estive em campo na maioria dos mata-matas, Libertadores, Copa do Brasil, em jogos importantes do Brasileiro. Foi muito bom. Eu falei para os meninos que a imagem que a gente tem que guardar para 2020 para conquistar os títulos que não vieram neste ano é a imagem da gente classificando, lutando... Para mim foi um ano muito bom profissionalmente", disse ao UOL Esporte.

Bruno disputou 27 partidas ao longo do ano. Começou a temporada como reserva, ganhou a titularidade, se firmou, mas acabou o ano novamente no banco. O crescimento do jovem Heitor, de 19 anos, o fez mudar de condição no grupo.

O futuro ainda não é firme. Bruno tem sondagens de outros clubes mas aguarda propostas oficiais para definir a situação. O vínculo com Internacional acaba no dia 31 de dezembro.

"Agora é sair de férias e esperar. O Inter não conversou nada, inicialmente eu já estou conversando para ver outro clube para jogar. Tem alguns interesses. É bola para frente, vamos ver o que vai acontecer. Meu empresário [Jorge Machado] falou para aguardar. Dentro de mais algumas semanas já devemos ter algo mais firme. Estou tranquilo", explicou.

A imagem que guarda da passagem por Porto Alegre é positiva. Bruno conseguiu o que veio buscar na capital gaúcha. Recuperou a autoestima, o "espírito vencedor" e a imagem no mercado da bola.

"Consegui resgatar aquele Bruno de vencer, de disputar. Fiquei quatro anos no São Paulo, no último não joguei muito. Precisava voltar a ter essa confiança Por isso foi um ano muito bom mesmo. Agradeço muito. No último jogo agradeci a todos pelo que fizeram. Agora é esperar novos desafios", acrescentou.

E para o futuro, o jogador guardará os bons momentos que teve vestindo a camisa vermelha e jogando no Beira-Rio.

"Eu guardo um carinho muito grande do Inter. O clube me abraçou, me ajudou muito. Tenho um carinho muito grande por todos. Apesar das cobranças, sabemos que se tratando de um gigante como o Inter, precisa brigar por títulos. Este ano lutamos muito, foi uma infelicidade não conquistarmos a Copa do Brasil ou não chegarmos mais longe na Libertadores. Mas o grupo se mostrou forte e acredito que vem algo ainda melhor em 2020. O que eu guardo é carinho, agradecimento pelo que fizeram por mim, pelo ano que tivemos. Quero agradecer ao grupo, ao torcedor. Saio de cabeça erguida. Todos me parabenizam nas ruas, perguntam se vou ficar, isso demonstra que deixei uma boa impressão", finalizou.

Internacional