PUBLICIDADE
Topo

Vice de futebol e diretor entregam cargos e não ficam no Grêmio em 2020

Marinho Saldanha/UOL
Imagem: Marinho Saldanha/UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

10/12/2019 12h02

O Grêmio terá mudanças no departamento de futebol em 2020. Duda Kroeff e Alberto Guerra entregaram os cargos e deixarão os cargos de vice-presidente de futebol e diretor de futebol, respectivamente. O desgaste da função e papel coadjuvante nas negociações selaram a decisão que era costurada há semanas.

As saídas foram pauta em reunião na segunda-feira, na Arena.

As negociações para a próxima temporada estão centralizadas em Klauss Câmara, diretor executivo de futebol. É ele quem toca as tratativas atuais com Renato Gaúcho.

Duda Kroeff, presidente do Grêmio em 2009 e 2010, estava no cargo de vice de futebol desde o ano passado. Nos últimos meses, o dirigente indicou a saída e esperava o fim da temporada para confirmar o desligamento da função. Kroeff seguirá no dia a dia do clube por ser integrante do Conselho de Administração, órgão máximo de gestão na Arena.

Alberto Guerra voltou a atuar no futebol no início de 2018. O nome dele foi uma exigência de Duda Kroeff e se justificou pela boa relação com Renato Portaluppi e experiências anteriores no principal departamento do Grêmio. Ao lado deles, nos últimos dois anos, também esteve Deco Nascimento. O diretor, com larga experiência na Escola de Futebol, tem futuro incerto.

Os novos dirigentes políticos do futebol do Grêmio deverão ser escolhidos ao longo de dezembro, mas possivelmente ficarão ao largo da negociação com Renato Gaúcho e busca pelos principais reforços.

Futebol