PUBLICIDADE
Topo

Santos avisa Sampaoli que só libera comissão técnica mediante multa

Jorge Desio (esquerda) com Jorge Sampaoli (direita) comandam treino do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Jorge Desio (esquerda) com Jorge Sampaoli (direita) comandam treino do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini e Ricardo Perrone

Do UOL, em Santos e São Paulo

10/12/2019 20h13

O técnico Jorge Sampaoli não tem mais multa rescisória para deixar o Santos, mas o mesmo não pode ser dito de sua comissão técnica e o Peixe já avisou: caso os quatro membros que chegaram ao clube junto com o treinador queiram sair, só serão liberados mediante pagamento da multa.

O comandante conseguiu que o Santos retirasse a multa que estava presente em seu contrato, que ficou válida apenas para o primeiro ano do vínculo válido até o final de 2020. No entanto, o clube não retirou os valores dos contratos de Jorge Desio e Carlos Desio, auxiliares, além de Pablo Fernández e Marcos Fernández, preparadores físicos. O valor ultrapassa os R$ 3 milhões.

O Peixe argumenta que os quatro profissionais são funcionários do clube e não de Jorge Sampaoli e conta com eles para a temporada de 2020, a não ser que queiram deixar o Santos junto com o treinador - caso o comandante realmente opte por sair.

Durante a reunião de ontem com o presidente José Carlos Peres, segundo uma fonte ligada ao mandatário, Sampaoli pediu que o Peixe liberasse os membros da comissão técnica sem o pagamento da multa rescisória. Peres levou o assunto ao Comitê de Gestão, que vetou sumariamente o pedido. O argentino já foi avisado da decisão.

Sampaoli fez diversos pedidos à diretoria santista que foram vistos como irreais. O técnico quer que o Peixe invista R$ 100 milhões em reforços na próxima temporada, sem se desfazer das principais peças do time. Ele quer que a equipe conte com dois jogadores de nível para cada posição, de forma a poder vencer a Copa Libertadores da América.

A cúpula santista acredita que a equipe que o Santos tem hoje já é qualificada, não sendo necessários R$ 100 milhões de investimento, valor totalmente fora da realidade do clube que projetou R$ 90 milhões em vendas já em janeiro para equilibrar as contas. Os cartolas do Peixe acreditam que o elenco precisa ser reforçado, mas não com tamanho investimento.

Santos