PUBLICIDADE
Topo

Santos

Oficial: Santos anuncia saída de Jorge Sampaoli do comando técnico

Jorge Sampaoli observa o clássico entre Santos e São Paulo na Vila Belmiro - Bruno Ulivieri/AGIF
Jorge Sampaoli observa o clássico entre Santos e São Paulo na Vila Belmiro Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

10/12/2019 23h40Atualizada em 11/12/2019 00h21

O Santos anunciou na noite de hoje a saída de Jorge Sampaoli do comando técnico da equipe. O argentino tinha vínculo com o Peixe até o final de 2020, mas nunca garantiu sua permanência para a próxima temporada e acabou pedindo demissão, segundo o clube. O comportamento e os últimos pedidos do comandante, um dos destaques do mercado da bola nacional, irritaram a diretoria.

O argentino entrou em rota de colisão com a cúpula santista após fazer exigências consideradas irreais por seus integrantes, durante reunião na manhã de ontem (9). O Santos divulgou em nota oficial informando que o técnico deixou o cargo à disposição durante o encontro. A diferença entre o que o técnico queria para 2020 e o que clube podia oferecer era muito grande.

Sampaoli pediu R$ 100 milhões em investimento na próxima temporada, além de cobrar a garantia da permanência daqueles que considera os principais jogadores do time. Ele também solicitou a retirada da multa dos quatro membros de comissão técnica que trouxe junto com ele, mas o Comitê de Gestão do Santos rechaçou o pedido sumariamente.

O treinador não tem mais multa rescisória e está apto a deixar o clube de graça. No entanto, o Santos não irá facilitar a saída dos quatro membros de sua comissão técnica, os quais ainda têm cláusulas para serem derrubadas em seus contratos. O valor de suas multas ultrapassa os R$ 3 milhões.

A relação entre o técnico e o presidente José Carlos Peres, no fim, era insustentável. O argentino afirmava a pessoas próximas não acreditar em nenhuma palavra do que o mandatário dizia.

Sampaoli comandou o Peixe em 65 jogos, com 35 vitórias, 15 empates e 15 derrotas. Sob o comando do argentino, foram 104 gols marcados e 56 sofridos. A maior conquista foi o vice-campeonato brasileiro de 2019.

A passagem teve suas turbulências, como as goleadas sofridas para Ituano e Botafogo no Campeonato Paulista e a eliminação precoce na Copa Sul-Americana, diante do River Plate (URU) logo na primeira fase. Ainda assim, o argentino nunca esteve ameaçado no cargo.

Satisfeito com desempenho dentro de campo, o Peixe queria renovar o vínculo do argentino até 2023, mas a relação dilacerada entre Peres e Sampaoli e os pedidos exorbitantes do argentino minaram qualquer possibilidade de continuidade.

Confira a nota oficial do Santos:

"O Santos FC comunica que, na data de 09/12/2019, em reunião realizada pela manhã no CT Rei Pelé, o treinador Jorge Sampaoli pediu demissão do cargo.

Uma vez comunicada a demissão pelo treinador, Jorge Sampaoli, o caso foi entregue aos departamentos jurídico e de recursos humanos do Clube.

O Santos FC agradece ao treinador Jorge Sampaoli pelo trabalho realizado na temporada de 2019."

Santos