PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Grêmio planeja mais seis saídas do elenco para 'abrir vagas' no próximo ano

Jeferson Guareze/AGIF
Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

10/12/2019 04h00

Enquanto aguarda resposta de Renato Gaúcho, o Grêmio se mexe no Mercado da Bola. A primeira medida do clube foi começar a liberar jogadores fora dos planos para 'abrir vagas' no elenco de olho na próxima temporada. Quatro nomes já se despediram e a lista deve chegar a, pelo menos, dez atletas.

Segundo apurou o UOL Esporte, Luan, Diego Tardelli e André estão na relação de nomes a serem negociados. Outros três do elenco de 2019 também não devem ficar. Todos se juntarão a Rafael Galhardo, Léo Moura, Rômulo e Felipe Vizeu - nomes que estavam em fim de contrato e já se despediram.

A meta é reduzir a folha salarial e, ao mesmo tempo, ganhar fôlego financeiro para buscar reforços. Por outro lado, com as despedidas também sobram mais vagas para jovens da base.

Na última rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Goiás, o Grêmio testou vários nomes das categorias de base. Frizzo, Ferreira e Isaque deverão fazer parte da pré-temporada.

O futuro de Diego Tardelli pode ser até a aposentadoria, como revelou a coluna De Primeira. O atacante já demonstrou interesse em sair do Grêmio mais de uma vez ao longo de 2019, mas não recebeu ofertas e cogita pedir rescisão.

Sem Tardelli, as contas do Grêmio ficam cerca de R$ 1 milhão mais baratas todo mês.

Outro caso complexo é de Luan. O meia-atacante tem vínculo somente até dezembro de 2020 e existe a ideia de que um negócio agora seria benéfico para o jogador e também ao Grêmio. A partir de janeiro, Luan passa a ser o atleta mais bem pago do grupo. O rendimento em campo, entretanto, está longe do status de número um da lista de remunerados e isso pesa na decisão de ouvir propostas e liberar o jogador.

André, contratado em maio de 2018 depois de longa negociação com o Sport, também não faz parte do time ideal do Grêmio para o ano que vem. No início desta temporada, ele chegou a receber proposta da China, mas ficou em Porto Alegre.

Futebol