PUBLICIDADE
Topo

Quais os planos do São Paulo para reforçar a base com estrangeiros

Antonio Galeano, paraguaio do time sub-20 do São Paulo - Afonso Pastore/saopaulofc.net
Antonio Galeano, paraguaio do time sub-20 do São Paulo Imagem: Afonso Pastore/saopaulofc.net

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

09/12/2019 12h00

Resumo da notícia

  • São Paulo quer olhar mais para o mercado sul-americano e reforçar a base
  • Em 2019, fórmula deu resultado com o atacante paraguaio Antonio Galeano
  • Empréstimo de Galeano está perto de ser renovado até o fim de 2020
  • No ano que vem, volante uruguaio ainda pode ser contratado pelo Tricolor
  • Lugano ajuda nas conversas para que Santiago Cartagena integre o sub-20
Classificação e Jogos

Em 2019, o São Paulo passou a observar mais o mercado sul-americano para buscar reforços para as categorias de base. Foi assim que o atacante paraguaio Antonio Galeano chegou ao clube e conseguiu ser destaque do time sub-20. Agora, o Tricolor pretender ampliar essa prática e já tem planos definidos para a próxima temporada.

O primeiro passo é renovar com o próprio Galeano. Ele está emprestado até dezembro pelo paraguaio Rubio Ñú e deve estender a cessão por mais 12 meses. A tendência é deixá-lo disputar a Copa São Paulo em janeiro e ao longo do ano testá-lo eventualmente no time profissional. Para comprar 60% de seus direitos econômicos ao fim do novo empréstimo, será preciso pagar 700 mil dólares (pouco mais de R$ 2,9 milhões).

Galeano chegou a ser observado por Cuca ainda nesta temporada em alguns treinos no CT da Barra Funda e agradou à comissão técnica da época. Com Fernando Diniz, ainda precisará mostrar serviço. Foram 44 partidas disputadas pelo sub-20 do São Paulo em 2019, com 13 gols marcados.

Santiago Cartagena - Divulgação/AUF - Divulgação/AUF
Cartagena joga nas seleções de base do Uruguai
Imagem: Divulgação/AUF

A coordenação da base são-paulina também observou outros dois estrangeiros ao longo deste ano: o volante uruguaio Santiago Cartagena e o atacante colombiano Juan Martínez. Eles passaram por períodos menores de treinos para análise mais detalhada da comissão técnica do sub-20 e podem ser contratados em 2020.

O caso mais concreto é o de Cartagena. O volante pertence ao Nacional, do Uruguai, e disputou o Sul-Americano Sub-17 deste ano pela seleção de seu país. Para contratá-lo, o São Paulo vai precisar esperar seu aniversário de 18 anos, em setembro do ano que vem, quando o garoto estará livre para assinar um vínculo profissional.

Até Diego Lugano, que é superintendente de relações institucionais e terá mais voz ativa no futebol do São Paulo no próximo ano, está envolvido nas conversas com o Nacional para não perder Santi Cartagena de vista.

São Paulo vence o CSA no Estádio Rei Pelé

Gols UOL Esporte

São Paulo