PUBLICIDADE
Topo

Fluminense visita o Corinthians por grana extra e sonho de título inédito

Marcos Paulo comemora gol do Flu contra o Peñarol; Tricolor quer vaga na Sul-Americana - Ricardo Moraes/Reuters
Marcos Paulo comemora gol do Flu contra o Peñarol; Tricolor quer vaga na Sul-Americana Imagem: Ricardo Moraes/Reuters

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

08/12/2019 04h00

Classificação e Jogos

O Fluminense encerra sua participação no Campeonato Brasileiro contra o Corinthians hoje (8), às 16h, em Itaquera, com apenas um objetivo: a classificação para a Copa Sul-Americana. Mas por que a competição é tão importante para o Tricolor?

Para conquistar a vaga no torneio, o Fluminense tem um incentivo importante: o dinheiro a mais que a 14ª colocação (que rende R$ 12,8 milhões via cotas de televisão) e a primeira fase da Sul-Americana (US$ 300 mil) dá ao classificado. De início, mais R$ 2,2 milhões seriam garantidos para o Tricolor, que vive grave crise financeira. Por isso, a diretoria prometeu um "bicho" generoso aos jogadores, que completaram três meses de salários atrasados na sexta-feira (6). Caso não se classifique, o clube fica com R$ 11,9 milhões.

Além do lado econômico, o esportivo também conta muito. Já se passaram 10 anos que o Fluminense bateu duas vezes na trave por uma conquista em âmbito sul-americano. A ferida segue aberta: dos 12 grandes do país, o Tricolor é o único que jamais venceu uma competição organizada pela Conmebol.

O objetivo viável no tempo de vacas magras que vive o Flu é a Sul-Americana, e o clube não nega que o torneio é uma prioridade, algo raro no Brasil. Em sua campanha para a eleição do clube, o presidente Mario Bittencourt batia insistentemente na tecla de que o Tricolor precisava apostar suas fichas nas competições de mata-mata, dado o panorama de desequilíbrio financeiro com outros clubes.

O Fluminense acumula duas semifinais no segundo escalão da Conmebol, e é o quinto time que mais venceu na competição. Em 2018, perdeu para o campeão Athletico Parananese. Neste ano, foi eliminado justamente pelo Corinthians, com dois empates nas quartas-de-final.

"A gente não merecia brigar pelo rebaixamento, mas aceitamos que nossa luta era essa e nos livramos. Mas todos nós sabemos da grandeza do Fluminense e que não podemos nos contentar com isso. O Fluminense precisa jogar uma competição internacional, e a gente vai lutar até o final por essa vaga", disse o zagueiro Nino, ao UOL Esporte.

Fluminense