PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogadores do Vasco usam jokenpo para decidir quem vai bater a falta

Jogadores do Vasco em lance inusitado contra a Chapecoense - Reprodução
Jogadores do Vasco em lance inusitado contra a Chapecoense Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

08/12/2019 17h15

Um lance marcou o primeiro tempo da partida entre Vasco e Chapecoense, disputado no Maracanã, na 38° rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Isso porque, aos 25 minutos, os jogadores decidiram de maneira democrática e inusitada quem bateria a falta na entrada da área: jokenpo (pedra, papel e tesoura).

No momento em questão, o volante Guarin, o lateral-direito Yago Pikachu e o meia Felippe Bastos queriam cobrar a falta, sendo que os três estão acostumados a esse tipo de lance. Como não tinham chegado a um acordo, optaram pelo tradicional jogo para ver quem teria a chance de abrir o placar no Maracanã.

Outro fato curioso da brincadeira foi que o volante Márcio Araújo, da Chapecoense, também gostou da ideia, e mesmo não tendo a chance de cobrar a falta, já que era a favor do Vasco, também participou e escolheu entre pedra, papel e tesoura.

A partida, que terminou 1 a 1 - gols de Yago Pikachu e Vinicius Locatelli - marcou o último encontro do Cruz-Maltino nesta edição do Campeonato Brasileiro, que foi marcado por um começo desesperador e crítico e com um final positivo, com a manutenção na Série A e a vaga garantida na Sul-Americana de 2020.

Futebol