PUBLICIDADE
Topo

Valentim tem multa milionária e pode seguir no Botafogo em 2020

O técnico Alberto Valentim, do Botafogo, tem multa rescisória milionária e futuro incerto - Marcello Zambrana/AGIF
O técnico Alberto Valentim, do Botafogo, tem multa rescisória milionária e futuro incerto Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/12/2019 04h00

Alberto Valentim deixou o Avaí para fechar com o Botafogo em outubro. Muitos questionaram sobre sua decisão de voltar ao clube com a possibilidade de ficar apenas por dois meses no cargo. É que o Alvinegro passa por mudanças e caminha a passos largos para virar clube-empresa em 2020. O nome do treinador encontra resistência entre diretores que têm bom trânsito com investidores e devem formar uma equipe de transição até o projeto entrar totalmente em ação.

Mesmo assim, ele poderá ser o comandante do Botafogo na próxima temporada. É que, ao contrário do que havia sido comentado na época da sua contratação, Valentim exigiu multa rescisória e contrato até o fim de 2020. Para demitir o profissional. O Alvinegro precisa pagar metade do seu salário até o fim do vínculo. O Canal do TF informou e o UOL Esporte confirmou que essa quantia é superior a R$ 1 milhão.

Como ainda não se tem uma certeza de quando o dinheiro dos investidores estará disponível, é possível que Valentim seja mantido para seguir na próxima temporada. Há quem defenda que a multa rescisória deve ser paga e um novo treinador, mais cascudo, assuma o time já em janeiro.

Valentim chegou ao Botafogo após a demissão de Eduardo Barroca. O treinador tinha contrato com o Avaí até dezembro de 2020 e seria o responsável pelo projeto do clube na Série B. Chamado pelo Alvinegro, não pensou duas vezes mesmo sabendo da possibilidade da rápida passagem.

O nome do treinador encontra certa resistência na torcida, que até o chamou de burro contra o Avaí. Empolgados com o novo projeto, os alvinegros gostariam de um nome mais forte e, neste cenário, Cuca sempre desponta como favorito. A falta de um planejamento e, claro, salários atrasados, sempre afastaram o treinador, que fez sucesso entre 2006 e 2007.

O Botafogo faz sua despedida na temporada no domingo (8), quando receberá o desesperado Ceará, no Nilton Santos, na rodada final do Campeonato Brasileiro. O Glorioso já está garantido na elite, mas ainda busca uma vaga na Sul-Americana. Já o adversário luta contra o Cruzeiro para não ser o último rebaixado à Série B.

Botafogo