PUBLICIDADE
Topo

Milan e Roma anunciam banimento de jornal após capa de teor racista

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

05/12/2019 16h11

O Milan e a Roma decidiram banir o jornal Corriere dello Sport de suas dependências até o final do ano. A iniciativa foi anunciada hoje pelos dois clubes em comunicado oficial.

A iniciativa é uma resposta das diretorias das duas agremiações à capa de hoje da publicação, que estampa dois jogadores negros - Romelu Lukaku, da Inter de Milão, e Chris Smalling, da Roma - com a legenda "Black Friday".

O teor racista da manchete foi alvo de críticas de diversos clubes. O Milan classificou a decisão editorial como "inaceitável". A conta em inglês da Fiorentina no Twitter se disse "sem fala". Já a Inter afirmou que sempre se oporá a "qualquer forma de discriminação".

No comunicado divulgado hoje, Milan e Roma informaram que o jornal não mais circulará em seus estádios e centros de treinamentos até o fim de 2019. Os atletas das equipes também não participarão de atividades com o diário no período.

Confira a nota:

"Acreditamos que jogadores, clubes, torcedores e mídia devem estar unidos na luta contra o racismo no futebol, e todos temos a responsabilidade de ser precisos com as palavras que escolhemos e com as mensagens que passamos."

"Em resposta à manchete 'Black Friday' publicada hoje pelo jornal, Milan e Roma decidiram banir o Corriere dello Sport de nossas instalações de treino pelo resto do ano, e nossos jogadores não vão participar de qualquer atividade de imprensa com o jornal durante este período."

"Ambos clubes sabem que o artigo associado à manchete 'Black Friday' retratou, de fato, uma mensagem antirracista e, por esse motivo, banimos o Corriere dello Sport apenas até janeiro."

"Continuamos totalmente comprometidos na luta contra o racismo."

"AS Roma e AC Milan"

Esporte