PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Ludismo? Zupak avalia imagem de Neymar diverte colegas da ESPN

Gustavo Zupak, ESPN - Reprodução/ESPN
Gustavo Zupak, ESPN Imagem: Reprodução/ESPN

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/12/2019 13h08

Uma fala de Gustavo Zupak durante o Sportscenter desta quinta-feira divertiu seus colegas de bancada. Aproveitando o gol de Neymar na vitória do Paris Saint-Gemain sobre o Nantes, o comentarista avaliou a imagem do craque, que, após o jogo, postou uma foto fazendo gesto de silêncio. Só que, durante sua fala, Zupak usou o termo 'ludismo', causando uma série de brincadeiras entre os presentes no estúdio.

"Acho que a opinião pública está numa bolha e as crianças estão em outra bolha, porque as crianças idolatraram o Neymar. Por outro lado, o meu sobrinho mais novo tem oito anos e sempre foi apaixonado pelo Neymar. Depois da Copa América, ele não gosta mais do Neymar, porque não se comporta bem. Então, acho que tem os dois casos, mas, de maneira geral, as crianças ainda gostam demais (do Neymar)", disse Zupak.

"Era o moleque Neymar, que trazia alegria para o futebol e tudo mais, mas que foi desgastando a sua imagem ao longo do tempo...", completou Luciano Amaral.

"Acho que se desgasta mais com a gente do que com as crianças. Trabalhou com o ludismo. É o caso do Gabigol", seguiu Gustavo.

"Desculpa, não ouvi a palavra. Qual foi?", perguntou Amaral.

"Ludismo", respondeu Marcela Rafael.

"Ludismo... Do jogo de Ludo?", questinou Luciano.

"De lúdico", respondeu Zupak.

"Lúdico. Sim. Desculpe, desculpe", provocou Amaral.

"O Gabigol é um caso parecido", tentou seguir Gustavo.

"É difícil ludismo... Ai, Luciano, tu é ridículo", soltou Marcela, rindo da provocação do colega.

"Você desculpa a minha ignorância. Sempre é hora de aprender, fã de esportes. Nunca é tarde para você aprender, e eu tenho aqui a oportunidade de aprender", seguiu Amaral.

"É por isso que, no verão, a gente vê o brasileiro indo para a praia para ludismo", completou Mário Marra, entrando na brincadeira.

"Praia de ludismo?", perguntou Luciano.

"É! Para se divertir...", seguiu Marra.

Mais uma vez, Zupak tentou fazer a comparação entre Neymar e Gabigol, no entanto, as gargalhadas de seus colegas interromperam seu comentário.

"Tem muitas praias que o povo opta pelo ludismo mesmo. Agora, o Gabigol não goza dessa simpatia carismática perante os adultos. O Gabigol era visto como um cara marrento. Com as crianças, ele é visto como o cara carismático que ele é. São visões diferentes" disse Gustavo. "Senhor, me acuda, senhor! O que está acontecendo aqui?"

UOL Esporte vê TV