PUBLICIDADE
Topo

Evolução de jovem resolve problema, mas Inter observa laterais para 2020

Heitor assumiu a lateral direita e é dono da posição no Internacional - Ricardo Duarte/Inter
Heitor assumiu a lateral direita e é dono da posição no Internacional Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

03/12/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Heitor resolveu um problema antigo na lateral direita do Inter e está firme como titular da equipe.
  • Porém, o clube procura no mercado alternativas para a posição.
  • Bruno não deve ter contrato renovado.
  • Segundo a imprensa de Portugal, Renzo Saravia, do Porto, seria alvo do Colorado.

Heitor assumiu a titularidade e não largou mais. Com apenas 19 anos, o jovem resolveu um problema antigo no Internacional, que via no setor um dos locais de maior rotatividade no grupo. No entanto, isso não quer dizer que não tenha vagas para 2020. As duas laterais podem receber reforços.

São 18 jogos no Brasileiro. Uma marca importante para quem começou a temporada jogando a Copa São Paulo e ainda precisou encarar o Brasileiro sub-20 e o Brasileiro de Aspirantes antes de se firmar no principal.

Com mais de 1.500 minutos em campo ao lado de D'Alessandro, Guerrero e companhia, Heitor é, atualmente, absoluto em uma posição carente há bastante tempo.

Em 2018 o posto foi de Dudu, Fabiano e Zeca. No ano anterior, tinha sido de Alemão e Claudio Winck. Neste ano já passaram por ali Zeca e Bruno. Sem que ninguém tivesse se fixado como dono da posição. Foi o que Heitor fez desde que ganhou sequência na equipe.

Mas ao mesmo tempo que isso signifique passos profissionais importantes, não é garantia de sequência no ano que vem. A direção do Internacional pretende contratar ao menos mais um jogador para a direita.

Segundo o jornal 'A Bola', de Portugal, Renzo Saravia, do Porto, é analisado pelo clube. O argentino se destacou sob comando de Eduardo Coudet no Racing e poderia reviver parceria com o técnico no ano que vem. Ele tem sido pouco aproveitado na Europa. Uma transferência para o Brasil poderia deixá-lo mais perto da seleção argentina.

Enquanto isso, Bruno não tem boas perspectivas. Com vínculo no fim, o jogador estará liberado ao fim do ano para encontrar outro destino.

Na esquerda também é possível a chegada de reforços. Porém, a sobreposição de jogadores deixa o local longe das prioridades. Com Uendel, Zeca e Natanael sob contrato, apenas saídas ou oportunidades de mercado colocarão novas alternativas por ali no elenco.

O Internacional se movimenta apenas nos bastidores para reforçar o elenco de olho em 2020. Enquanto não confirma vaga na próxima Libertadores, a direção evita qualquer confirmação que possa atrapalhar no foco do grupo de atletas.

A reportagem do UOL Esporte apurou que ao menos quatro contratações com condições de brigarem por titularidade são esperadas no Beira-Rio. A prioridade é um atacante de lado de campo. O Inter negocia com Atlético-MG a chegada de Yimi Chará, mas ainda não tem caminho firme no acordo.

Internacional