Topo

Sampaoli é favorito, mas Palmeiras tem "comitê" que já busca alternativas

Jorge Sampaoli, técnico do Santos, em jogo contra o Palmeiras - Marcello Zambrana/AGIF
Jorge Sampaoli, técnico do Santos, em jogo contra o Palmeiras Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Danilo Lavieri*

Do UOL, em São Paulo

02/12/2019 14h02

Resumo da notícia

  • O Palmeiras tem Sampaoli como o nome favorito entre diretores para substituir Mano, mas o clube conta uma espécie de comitê buscando alternativas
  • Eduardo Coudet, Renato Gaúcho, Marcelo Gallardo e até Carlos Queiroz são discutidos como opções
  • Os contatos ainda não são feitos de forma oficial entre clube e representantes dos atletas

O Palmeiras tem Jorge Sampaoli como o nome favorito entre diretores para substituir Mano Menezes, mas o clube conta uma espécie de comitê buscando possíveis nomes para assumir o time ainda em dezembro e ajudar no planejamento para 2020.

Tudo porque o favorito ainda não quer abrir conversas com nenhum clube antes do fim do Brasileirão. Pessoas próximas ao argentino afirmaram ao UOL Esporte que ainda não houve reunião oficial, não há discussão de salários e que nada disso vai acontecer antes da próxima segunda-feira, após a última rodada do Nacional.

Na Argentina, a informação que o Racing passa para a imprensa é que o principal entrave para o acerto com Sampaoli seria justamente o interesse de um grande clube brasileiro.

Sem um homem forte de futebol após a demissão de Alexandre Mattos, o clube conta com um grupo formado por alguns diretores profissionais, vices e diretores estatutários que fazem um filtro em todo o mercado para que possibilidades possam ser debatidas nos próximos dias. A ideia é apresentar a situação de diferentes nomes para que Maurício Galiotte tome a decisão final. O grupo é algo provisório e que serve de apoio à presidência.

É nessa linha que as sondagens acontecem no momento: tudo de forma extraoficial, sem uma proposta colocada no papel. Vários nomes foram colocados como possibilidade além de Sampaoli, mas os mais fortes já foram levantados por esse comitê são Eduardo Coudet, que vai sair do Racing e vai treinar o Internacional, e Renato Gaúcho, que negocia uma possível renovação com o Grêmio.

Há, ainda, outros nomes que foram ventilados, como o do português Carlos Queiroz, que está na seleção da Colômbia, do argentino Marcelo , Gallardo, do River Plate, e até de Mauricio Pochettino, recentemente demitido do Tottenham. Nestes casos, as contratações são consideradas pouco prováveis no momento por conta da concorrência com mercados mais fortes.

Comitê também conversa sobre substituto de Mattos

Os diretores e vices que ajudam Galiotte já trabalham em um nome para substituir Alexandre Mattos mesmo antes da demissão do diretor ontem após a derrota para o Flamengo. O principal nome era o de Thiago Scuro, do Red Bull Bragantino, que já sinalizou que não topa. Diego Cerri, hoje no Bahia, Paulo Pelaipe, do Flamengo, e Paulo Autuori, que vai deixar o Santos, são os primeiros nomes analisados.

Como já mostrou o UOL Esporte, a ideia é que o substituto do diretor tenha menos poder em relação a Alexandre Mattos e passe por avaliação de uma cúpula antes das decisões finais.

*Colaboraram Jeremias Wernek, em Porto Alegre, e Andrei Kampff, do blog Lei em Campo

Palmeiras