Topo

UOL Esporte vê TV


Palmeiras deveria apostar em Sampaoli, afirmam comentaristas da ESPN

Jorge Sampaoli, técnico do Santos, durante o clássico contra o Corinthians - Daniel Vorley/AGIF
Jorge Sampaoli, técnico do Santos, durante o clássico contra o Corinthians Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/12/2019 12h43

Quem será o novo técnico do Palmeiras? Para a dupla Mário Marra e Gustavo Zupak, o alviverde deveria apostar em Jorge Sampaoli, atual treinador do Santos. Repercutindo a demissão de Mano Menezes após a derrota para o Flamengo por 3 a 1, a dupla, presente no Sportscenter desta manhã (2), defendeu a vinda do argentino para o Verdão.

Destacando a relação conturbada entre Sampaoli e o alvinegro praiano, Marra acredita que a possível contratação do treinador pelo Palmeiras seria a 'mais acertada'. Vale lembrar que o contrato do argentino com o Santos se encerra apenas em dezembro de 2020.

"Primeiro, é preciso falar que o Palmeiras precisa respeitar o Santos. O Santos é, hoje, o patrão do Sampaoli. Mas, como tudo indica que essa é uma relação que já está corroída, que não vai seguir, o Palmeiras tem que tentar o Sampaoli. Assim que a porta da Vila Belmiro ficar fechada para o Sampaoli, ou a do Sampaoli ficar fechada para a Vila Belmiro, o Palmeiras tem que procurar, se é que já não está procurando. (...) A tentativa de buscar o Sampaoli, para mim, é a mais acertada", disse o comentarista.

Já Zupak foi mais enfático, afirmando que o alviverde tem a 'obrigação' de tentar trazer o argentino. Além disso, para o comentarista, a demissão de Mano Menezes a duas rodadas do fim do Campeonato Brasileiro está relacionada à possível contratação de Sampaoli.

"O Palmeiras tem a obrigação de tentar contratar Jorge Sampaoli, uma vez que ele deixa claro que não vai ficar no Santos. Jorge Jesus e Jorge Sampaoli trabalham, hoje, num patamar muito acima dos técnicos brasileiros. Uma vez que o português está empregado, o Palmeiras tem a obrigação de contratar o Sampaoli. E só demitiu o Mano antes do fim do campeonato para ganhar tempo, para não perdê-lo para o Racing (ARG) ou para outro time. Caso contrario, não teria porque demitir o Mano uma semana antes de terminar o campeonato. O Palmeiras quer ganhar tempo e vai atrás do alvo certo. Se ele vem ou não, aí é outra parte da história", opinou.

Além de Mano Menezes, o Palmeiras também anunciou a saída de Alexandre Mattos, diretor de futebol.

UOL Esporte vê TV