Topo

Cruzeiro aposta em gás novo de Adilson e joga últimas fichas contra queda

Treinador chegou na sexta-feira prometendo um Cruzeiro com muita intensidade dentro de campo - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Treinador chegou na sexta-feira prometendo um Cruzeiro com muita intensidade dentro de campo Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

02/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Cruzeiro enfrenta o Vasco no Rio e pode sair da zona de rebaixamento
  • Raposa foi beneficiada pelo empate do Ceará contra o Athletico Paranaense
  • Obrigado a tentar algo novo, Adilson deve ter grandes mudanças no setor ofensivo
  • Com trabalhos recentes ruins, desafio vira teste de fogo para Adilson

Depois que perdeu para o CSA, o Cruzeiro estacionou nos 36 pontos e encerrou a rodada passada na zona da degola do Brasileirão e moralmente rebaixado. Quatro dias depois, a equipe celeste entra novamente em campo ainda respirando por aparelhos, mas com um novo fio de esperança para sair das quatro últimas colocações. Nesse intervalo de poucos dias, o time se despediu de Abel Braga, trouxe o velho conhecido Adilson Batista e ainda ganhou uma ajudinha da tabela para voltar a depender somente de si para evitar o pior no fim da temporada.

Logo mais, às 20h (de Brasília), a Raposa visita o Vasco em São Januário. Apesar da parada dura, a ajuda do Ceará, que empatou no final de semana com o Athletico Paranaense, serviu de estímulo para o Cruzeiro sair do Z-4. Mas para isso, terá que vencer a equipe cruz-maltina no Rio de Janeiro. Se o triunfo não vier, o Cruzeiro terá só mais duas partidas para somar pontos e voltar a secar os adversários para evitar o descenso.

Para tentar pontuar os três pontos no Rio, a equipe mineira fez sua última aposta no técnico Adilson Batista. Desde a chegada até o fim do Brasileirão, o novo comandante terá dez dias e três jogos para dar o choque no elenco que a diretoria espera. As primeiras mudanças já foram esboçadas. Além de Thiago Neves e Dodô, que não devem jogar por questões médicas, o 'novo' Cruzeiro de Adilson pode entrar em campo sem alguns medalhões, como Fred, Robinho e Marquinhos Gabriel. A ideia do treinador é jogar com um time intenso durante os 90 minutos, o que pode favorecer a entrada de atletas mais leves como Joel, Pedro Rocha e David.

Embora seja necessário tentar algo novo para impedir que o time continue fazendo partidas ruins, fica a expectativa para ver como irá se comportar o Cruzeiro com Adilson. As mudanças, principalmente no setor ofensivo, foram testadas pelo treinador apenas na sexta-feira e na manhã de ontem.

Além de ajudar o clube que nunca escondeu ter muito carinho, Adilson também viverá um teste para mostrar seu potencial nesses últimos dias da temporada. Apesar do sucesso em sua primeira passagem pelo Cruzeiro (entre 2008 e 2010), o treinador colecionou passagens curtas e insatisfatórias por outros clubes, inclusive sem conseguir evitar o rebaixamento. Se conseguir bater o Vasco no Rio, o treinador ganhará um respiro, mas terá ainda outros dois desafios contra Grêmio e Palmeiras para escrever uma nova história no clube celeste e aumentar ainda mais seu prestígio com o torcedor.

FICHA TÉCNICA
VASCO x CRUZEIRO

Motivo: 36ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 02/12/2019, às 20h (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: André Luiz de Freitas Castro (GO)

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Henriquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Felipe Bastos; Rossi, Guarín e Marcos Júnior; Marrony. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Léo, Cacá e Egídio; Henrique, Éderson, Ariel Cabral; Pedro Rocha, David e Joel. Técnico: Adilson Batista.

Cruzeiro