Topo

Futebol


Santos vence Chapecoense e se consolida na vice-liderança do Brasileirão

Jogadores do Santos comemoram gol em partida contra a Chapecoense - JOTA ERRE/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores do Santos comemoram gol em partida contra a Chapecoense Imagem: JOTA ERRE/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

01/12/2019 20h49

Com o objetivo claro de garantir a segunda colocação no Campeonato Brasileiro de 2019, o Santos recebeu a Chapecoense pela 36° rodada e, sem muitas dificuldades, venceu por 2 a 0, abrindo três pontos de diferença do Palmeiras, terceiro colocado e único time que pode evitar a meta do Peixe neste fim de temporada.

Os gols da partida foram marcados por Lucas Veríssimo e Evandro, sendo que o atacante Marinho foi o grande destaque do confronto participando de boa parte das jogadas ofensivas da equipe.

Na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos enfrentará o Athletico-PR na Arena da Baixada. O duelo será na próxima quarta-feira (4), às 19h. Já a Chapecoense tentará vencer o CSA para ao menos dar a felicidade para o seu torcedor de encerrar o ano com um triunfo no último jogo em casa. O jogo também será na quarta, mas às 21h.

O Melhor: Marinho

O atacante foi o jogador mais lúcido do rápido sistema ofensivo do Peixe, buscando a bola, sofrendo falta, armando jogadas e dificultando a vida dos zagueiros da Chapecoense. No primeiro tempo, o gol só não saiu por intervenção precisa do goleiro João Ricardo, que pouco depois evitou o gol de Sasha, que chutou na entrada da área. Já na segunda etapa, deu a assistência para o gol de Evandro, que apenas teve o trabalho de empurrar para a rede.

O Pior: Ataque da Chapecoense

Sem a presença de Everaldo, que irá passar por cirurgia no pé para corrigir joanetes e não atuará mais em 2019, o ataque da Chapecoense ficou ainda mais previsível e com pouco poder de fogo. Com isso, a dupla formada por Renato (substituído ainda no primeiro tempo) e Arthur Gomes foi abaixo do esperado e atrapalhou o ritmo do time, que entrou em campo já sabendo da dificuldade de pontuar.

Atuação do Santos

Dominante, o Santos teve o controle da partida e não deu chances para um resultado inesperado nesta rodada. Mesmo sem jogar com a intensidade costumeira de todo o torneio, principalmente em casa, o Peixe jogou o necessário para vencer bem e se manter na segunda colocação do Campeonato Brasileiro.

Atuação da Chapecoense

Já rebaixada para a Série B do ano que vem e sem qualquer pretensão nas últimas rodadas restantes, a Chapecoense veio para a partida deste domingo com o objetivo de tentar um resultado inesperado contra um dos melhores mandantes do Campeonato Brasileiro. No entanto, a falta de qualidade do meio-campo e a fragilidade do sistema defensivo da equipe catarinense foram fatais para que o time ficasse inerte no duelo deste fim de semana, sendo que a ausência do atacante Everaldo também foi fundamental para a derrota da equipe.

Campanha contra Fake News

Os jogadores dos dois times entraram em campo com um curativo no braço, ato que acontece após alguém ser vacinado. A campanha foi realizada para agir contra as fake news sobre vacinação, principal motivo que faz com que muitas pessoas ainda tenham preconceito contra vacinas. O objetivo era mostrar que o ato é tão seguro que até mesmo atletas podem tomar antes de entrar em campo para jogar futebol ou qualquer outra prática esportiva.

História do Jogo

A partida começou como já era esperado: o Santos tomando conta de praticamente todas as ações ofensivas e a Chapecoense com a proposta de ficar recuada e esperar um erro dos donos da casa. Depois de algumas tentativas malsucedidas, o Peixe conseguiu abrir o placar logo aos sete minutos de confronto, após Lucas Veríssimo cabecear para as redes, aproveitando cruzamento preciso do meia Evandro.

Após o gol, o Santos abaixou a intensidade e a Chapecoense até chegou a esboçar uma reação, mas a falta de qualidade no ataque pesou e o Peixe conseguiu manter a vantagem mínima para o intervalo - o resultado só não foi maior por causa da grande atuação do goleiro João Ricardo, que salvou em lances de Marinho e de Eduardo Sasha.

Para evitar qualquer chance de uma reação da equipe catarinense, os donos da casa trataram de fazer o segundo gol logo aos quatro minutos, após passe de Marinho para Evandro.

A Torcida

Apesar de ter uma das maiores torcidas do futebol brasileiro, a torcida do Santos dificilmente lota o estádio a Vila Belmiro, que tem ocupação para pouco mais de 16 mil pessoas, e o jogo deste domingo diante da Chapecoense não foi diferente, com muitos espaços vazios no estádio e com menos da metade da capacidade preenchida.

Ficha Técnica
Santos 2 x 0 Chapecoense

Campeonato Brasileiro da Série A - 36° rodada
Local:
Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Cartões Amarelos: Marinho e Alison (Santos); Dalberto e Douglas(Chapecoense)
Público e Renda: 6.961 e R$ 200.690,00
Gol: Lucas Veríssimo, aos sete minutos do primeiro tempo e Evandro aos quatro do segundo tempo

Santos: Everson; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Felipe Jonatan; Alison, Carlos Sánchez e Evandro (Diego Pituca); Marinho, Tailson (Derlis González) e Eduardo Sasha (Kaio Jorge). Técnico: Jorge Sampaoli

Chapecoense: João Ricardo; Eduardo, Douglas, Hiago (Maurício Ramos) e Roberto; Amaral, Márcio Araújo, Elicarlos (Gustavo Campanharo) e Camilo; Renato (Dalberto) e Arthur. Técnico: Marquinhos Santos

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado no terceiro parágrafo, o Santos enfrentará o Athletico-PR na penúltima rodada e, não, o Flamengo. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

Futebol