Topo

Futebol


Interino do CSA critica diretoria e chora com rebaixamento iminente

Jacozinho chegando ao Rei Pelé para a partida diante do Bahia - Divulgação/CSA
Jacozinho chegando ao Rei Pelé para a partida diante do Bahia Imagem: Divulgação/CSA

Do UOL, em São Paulo

01/12/2019 21h03

O ídolo do CSA, Jacozinho, foi o comandante do CSA na derrota contra o Bahia por 2 a 1, que praticamente rebaixou a equipe alagoana para a Série B do Campeonato Brasileiro. Interino após a saída repentina de Argel Fucks, o ex jogador do Azulão criticou o planejamento da equipe e se emocionou ao falar sobre a queda para a Série B.

"Dói no meu coração porqeu eu sou grato por tudo o que o CSA fez na minha vida. Se eu tenho reconhecimento mundial eu devo ao CSA. Todas as vezes que precisarem de mim eu vou estar colocando a cara para bater, porque eu sou azulino", disse o treinador, com lagrimas nos olhos.

Jacozinho ainda criticou o planejamento do CSA, que, segundo ele, não investiu corretamente no início do ano. Para ele, isso foi determinante para o provável rebaixamento. "Começou o erro no investimento. Quase 60 jogadores foram contratados e quase 40 foram dispensados, foi um erro. Mas tenho certeza que esse erro não vai mais acontecer", concluiu ele.

Com a derrota, o CSA está virtualmente rebaixado para a série B, isso porque, com seis pontos para disputar, pode, no máximo, empatar com o Ceará no número de pontos e de vitórias. No saldo de gols, terceiro critério de desempate, a equipe alagoana teria que tirar uma diferença de 26 gols em duas partidas. Caso o Cruzeiro vença amanhã, chega aos 39 pontos, número que rebaixaria o CSA matematicamente.

Futebol