Topo

Futebol


Grêmio vence São Paulo e confirma vaga à fase de grupos da Libertadores

Grêmio de Everton e Luciano acabou com São Paulo em seis minutos: gols  - MAX PEIXOTO/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO
Grêmio de Everton e Luciano acabou com São Paulo em seis minutos: gols Imagem: MAX PEIXOTO/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

01/12/2019 20h53

O Grêmio venceu o São Paulo hoje (1), em Porto Alegre, e confirmou vaga à fase de grupos da Libertadores de 2020. A partida, válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi decidida em seis minutos. Foi esse o intervalo dos gols que definiram placar de 3 a 0.

Luciano, de pênalti, abriu o placar. Victor Bueno desviou falta e marcou contra. E ainda houve tempo para Luciano converter outra vez.

A vitória levou o Grêmio aos 62 pontos, marca que nenhum outro concorrente por vaga direta pode superar nas últimas duas rodadas do campeonato. O time de Renato Gaúcho se junta a Flamengo, Santos, Palmeiras e Athletico - outros times garantidos na fase de grupos da Libertadores do ano que vem.

O São Paulo, por outro lado, estaciona nos 57 pontos e ainda não está garantido na fase de grupos. Pior do que isso: na quarta-feira, no estádio do Morumbi, encara outro rival direto pela classificação. O time de Fernando Diniz recebe o Internacional, dono de 54 pontos.

O Grêmio volta a campo na quinta-feira, outra vez em casa, contra o Cruzeiro. A partida na Arena do Grêmio ocorre às 19h15 (horário de Brasília).

Quem foi bem: Alisson

Se Pepê foi a novidade e Luciano fez dois gols, Alisson roubou a cena. O camisa 23 começou a jogada que terminou em pênalti (sofrido por ele mesmo) e convertido por Luciano. No segundo gol, Victor Bueno desviou contra a cobrança de falta do próprio Alisson. Intensidade a toda prova.

Quem foi mal: Pablo

Isolado no ataque, camisa nove também não teve uma jornada inspirada. Com isso, foi o primeiro a ser sacado por Fernando Diniz.

Grêmio decide jogo em seis minutos

A escalação indicava um Grêmio mais vertical em campo, mas o problema é que a formação não deu maior poder de fogo ao time. Ou seja, a bola saiu mais rápido da defesa e parou na falta de um finalizador. A melhor chance veio em cabeçada de Kannemann, após escanteio, e depois houve uma jogada isolada onde Maicon serviu Pepê dentro da área.

No segundo tempo, uma rajada de três gols em seis minutos. Justamente quando começou a ter problemas para criar, o Grêmio viu Alisson sofrer pênalti. O gol de Luciano calou fundo no São Paulo e injetou confiança no time de Renato Gaúcho.

São Paulo desmorona rápido

Tiago Volpi se lamenta após gol do Grêmio em jogo disputado na Arena do Grêmio, em Porto Alegre - Pedro H. Tesch/AGIF
Tiago Volpi se lamenta após gol do Grêmio em jogo disputado na Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

O São Paulo conseguiu dividir bem a posse de bola, porém não teve profundidade. As trocas de passes na defesa levavam a equipe até a intermediária e dali em diante faltou criatividade. Bruno Alves arriscou de muito longe e deu sinal de que haveria bombardeio assim. Não rolou.

Depois do intervalo a postura do São Paulo até pareceu que seria outra. Ruiu tudo cedo e a partir do 1 a 0 o time de Diniz saiu de si. Dando mais espaço, errando cada vez mais e sendo empurrado para trás.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 3 X 0 SÃO PAULO

Data e hora: 01/12/2019 (domingo), às 19h (horário de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Fernando Diniz (SPFC)
Gols: Luciano, aos 10 minutos do segundo tempo e aos 16 minutos do segundo tempo; Victor Bueno (contra), aos 13 minutos do segundo tempo (GRE)

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura (Ferreira), Kannemann, Geromel e Cortez; Maicon (Darlan), Michel, Alisson, Everton e Pepê; Luciano (Felipe Vizeu)
Técnico: Renato Gaúcho

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Gabriel Sara), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Igor Gomes, Antony e Victor Bueno (Helinho); Pablo (Raniel)
Técnico: Fernando Diniz

Futebol