Topo

Gabigol rebate repórter da Fox após vitória: "querem que não comemore gol?"

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

01/12/2019 19h49

Ao celebrar o segundo gol diante do Palmeiras - o terceiro do Flamengo na vitória por 3 a 1 -, o atacante Gabigol fez o já famoso sinal de "muque" em frente a um setor do Allianz onde estava uma das torcidas organizadas do Verdão. Alguns ficaram revoltados e chegaram a arremessar parte de cadeiras do estádio na direção dos jogadores rubro-negros.

Questionado se poderia evitar a comemoração ou se foi em tom de provocação, Gabigol rebateu. O camisa 9 lembrou que não havia torcida do Flamengo no estádio e afirmou que não vai deixar de celebrar quando balançar a rede, independentemente do local da partida.

"Aonde estava a torcida do Flamengo? E vou fazer o que? Não tem torcida do Flamengo, vou comemorar aonde? Vocês querem que eu não comemore um gol agora? Como é que eu não vou comemorar um gol? O gol é o melhor momento do mundo, do futebol... Não tem como não comemorar um gol. O que a gente fica triste é a torcida [do Flamengo] não estar aqui. Respeito todas as torcidas, mas vou comemorar gol. O gol é o melhor momento do futebol", disse ele, que completou:

"Não vi [cadeiras arremessadas], mas acho que os errados são eles de tacar cadeira, não eu de fazer gol. Eu tenho de comemorar o gol. É o melhor momento do futebol e não vou deixar de comemorar. Onde eu fizer gol, vou comemorar".

A partida aconteceu apenas com palmeirenses no estádio porque a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatou uma recomendação do Ministério Público do Estado de São Paulo, que indicou torcida única para este confronto.

Flamengo