Topo

Torcida do Cruzeiro ameaça jogadores em conversa com presidente

Do UOL, em Belo Horizonte

30/11/2019 15h59

Resumo da notícia

  • Vídeo registra presidente do Cruzeiro ouvindo ameaças de torcedores do clube
  • Momento foi registrado na saída do clube poliesportivo do Barro Preto, na última sexta
  • Dois torcedores conversam diretamente com o presidente e ameaçaram os atletas em caso de rebaixamento

O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, foi abordado por pelo menos dois torcedores do clube e ouviu ameaças de morte aos jogadores do elenco em caso de possível rebaixamento do time no Campeonato Brasileiro. A cena foi registrada em um vídeo que já está circulando entre os torcedores e que o UOL teve acesso.

"Pelo amor de Deus, não deixa isso acontecer, não! Mas se esse Thiago Neves continuar fazendo isso, vai ter... Você já ouviu falar no futebol brasileiro que teve morte de jogador porque time foi rebaixado? Nunca, né?! Vai acabar acontecendo isso", falou um dos torcedores.

A conversa entre o presidente e os torcedores aconteceu na porta do clube esportivo do Barro Preto. O vídeo foi gravado na última sexta (29). No diálogo, as partes citam o pênalti perdido por Thiago Neves na partida contra o CSA e a chegada do técnico Adilson Batista. Nesta manhã de sábado, o Cruzeiro realizou um último treino e embarcou para o Rio de Janeiro.

Após escutar os primeiros questionamentos, Wagner tenta iniciar um diálogo com os torcedores.

"Tem umas coisas que a gente não entende. Os caras jogaram bola, até no início do ano era o melhor time. de repente, pararam de jogar bola", disse o presidente, que em seguida ouviu outra forte declaração:

"Nós é o seguinte, nós é torcida (sic). Do mesmo jeito que a gente pega atleticano de porrada, briga no Brasil inteiro, nós vamos começar a brigar com jogador. Aqui, nós queremos pegar os jogadores mesmo. Isso que eles estão fazendo com a gente é covardia", disse um dos torcedores.

Wagner Pires ainda relembrou a passagem de Rogério Ceni pelo clube e se despediu dos torcedores com um aperto de mão, sem antes ouvir mais ameaças.

"Nós sofre (sic) pra caramba, nós sofre pra c..., estamos conversando com você na boa. É isso aí, Deus abençoa aí. Fala com eles, se cair vai acontecer grave, vai dar coisa ruim, vai dar coisa ruim", finalizou o torcedor.

Cruzeiro