Topo

Em meio a mudanças, Inter quer evitar que 2020 freie briga por Libertadores

Técnico do Racing, Eduardo Coudet, tem acerto com Internacional, mas não está confirmado - Divulgação/Racing
Técnico do Racing, Eduardo Coudet, tem acerto com Internacional, mas não está confirmado Imagem: Divulgação/Racing

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

29/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • O Inter está envolvido em uma série de negociações e mudanças.
  • Chegadas, saídas, investidas, vendas, todos assuntos referentes a 2020.
  • Além disso, vive a expectativa da chegada do técnico Eduardo Coudet, com a saída de Zé Ricardo ao fim do ano.
  • Porém, a direção tenta evitar que os assuntos da próxima temporada sejam tratados publicamente.
  • E acredita que isso possa interferir negativamente na briga pela vaga na Libertadores.

Em meio a mudanças no departamento de futebol e negociações para 2020, o Internacional não quer que o projeto do próximo ano atrapalhe no foco dos jogadores. O time depende dos últimos três jogos para confirmar vaga na Libertadores e tenta evitar que qualquer assunto de fora de campo seja tratado.

Na quinta-feira (28), o UOL Esporte informou que há uma investida em andamento pelo colombiano Yimi Chará, do Atlético-MG. Não é o primeiro movimento que está acontecendo. O clube tem alinhado acerto com o chileno Charles Aránguiz, do Bayer Leverkusen, emprestou Ramon ao Bahia, encaminhou a saída de Nico López e está projetando o que será feito dos jogadores que voltam de empréstimo.

Além disso, aguarda a oficialização da chegada do técnico Eduardo Coudet, em contato com ele, tem uma relação de jogadores com os quais gostaria de contar, e avalia as possibilidades.

Não bastassem tantos compromissos, o vice de futebol Roberto Melo e o diretor de futebol Adauri Silveira deixaram seus cargos. Segundo o presidente Marcelo Medeiros, alegando razões pessoais.

Em meio a tudo isso, o objetivo é evitar que a temporada que vem interfira no foco do grupo e atrapalhe o rendimento que não está sendo nada bom em campo.

"Uma luta que nós temos, que chega ao emocional, é justamente isso. Se fala muito sobre 2020 e talvez nós não estejamos vivendo 2019. Temos coisas muito importantes e sérias para resolver neste ano. Lutamos todos os dias contra isso, para que o clube, o vestiário, todos, não pensem em 2020 ainda. 2019 não acabou. É claro que vocês [imprensa] têm o trabalho de vocês, mas quanto menos nós falarmos do próximo ano, teremos um menor número de problemas para resolver neste", disse o executivo de futebol Rodrigo Caetano, responsável principal pela pasta após a saída dos membros políticos da pasta.

"Nós temos três jogos. O Inter, hoje, está na Libertadores. Na pré, mas é Libertadores. Temos o Botafogo, o São Paulo, o Atlético-MG para manter nossa vantagem e atingir nosso objetivo", disse o presidente Marcelo Medeiros. "Esperamos mudança, independente do que ocorreu no departamento de futebol, os jogadores são profissionais e sabem da importância da meta ser atingida. Eles têm capacidade, fizeram isso ao longo dos anos. Não passa por hoje [trocas no departamento de futebol]", completou.

O Colorado encara o Botafogo no próximo sábado, no Rio de Janeiro. Suspenso, D'Alessandro está fora da partida.

Internacional