PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Com Champions em risco, Liverpool jogará Mundial em meio a "maratona"

Liverpool ficou no 1 a 1 em casa com o Napoli e vai ter maratona decisiva em dezembro - Oli SCARFF / AFP
Liverpool ficou no 1 a 1 em casa com o Napoli e vai ter maratona decisiva em dezembro Imagem: Oli SCARFF / AFP

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

28/11/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Liverpool perdeu a chance de se classificar antecipadamente na Liga dos Campeões
  • Time fará maratona de 10 jogos em apenas 30 dias até o final do ano
  • Duelo decisivo contra o Salzburg e disputa do Mundial de Clubes são destaques
  • Em contrapartida, Flamengo terá só mais três jogos antes de jogar o Mundial
Classificação e Jogos

O Liverpool não conseguiu cumprir a missão de se classificar antecipadamente à próxima fase da Liga dos Campeões e, ao ficar no empate em casa por 1 a 1 com o Napoli, vai ter que encarar uma maratona desgastante em dezembro com a vaga na principal competição da temporada em risco. Em meio a incríveis dez partidas em 30 dias até o final do ano, o time terá um duelo de vida ou morte na Áustria e, claro a disputa do Mundial de Clubes, no Qatar.

Os dez jogos que o Liverpool ainda tem em 2019 serão por quatro competições diferentes: Campeonato Inglês, Liga dos Campeões, Copa da Liga e Mundial de Clubes. O mais importante destes, para o clube, é o confronto com o Red Bull Salzburg, fora de casa, em 10 de dezembro. Os comandados de Jürgen Klopp precisam de um empate para garantir a vaga nas oitavas de final, e de uma vitória para ficar em primeiro do grupo sem depender de outro resultado.

Antes dessa partida, a equipe faz mais três jogos pelo Campeonato Inglês, competição na qual está há 30 jogos invicta e ostenta uma vantagem de oito pontos sobre o segundo colocado Leicester. Os desafios serão o Brighton (30/11), o clássico com o Everton (4/12) e o Bournemouth fora de casa (7/12). Depois do jogo decisivo com o Salzburg, mais um jogo pela Premier: contra o Watford, em 14 de dezembro.

As atenções, então, se voltarão para o Mundial de Clubes... e para a Copa da Liga ao mesmo tempo. Por um conflito de datas, o Liverpool terá que jogar dois jogos em menos de 24 horas por duas competições e em continentes diferentes. A prioridade, claro, será dada ao torneio da Fifa.

O jeito vai ser dividir o elenco em dois: enquanto o técnico do time sub-23, Neil Critchley, vai comandar um time formado principalmente por jovens da base contra o Aston Villa, em 17 de dezembro, pela Copa da Liga, os principais jogadores e o técnico Jürgen Klopp viajam para o Qatar. A equipe estreia no Mundial em 18 de dezembro, na semifinal, e volta a campo quatro dias depois, no dia 21, para jogar provavelmente a final - ou, se der zebra, a decisão do terceiro lugar.

E se engana quem pensa que o ano acaba depois do Mundial. Depois de voltar do Qatar, o Liverpool tem ainda mais dois jogos pelo Inglês: em 26 de dezembro, na tradicional rodada do feriado do "Boxing Day", visita o atual vice-líder Leicester, e no dia 29, recebe o Wolverhampton. A maratona, aliás, só termina em 2020, já que em 2 de janeiro tem jogo contra o Sheffield United.

O calendário congestionado do Liverpool no fim do ano, que já virou rotina para times ingleses nessa época da temporada, vai contrastar com a reta final tranquila do principal concorrente pelo título mundial. Campeão da Libertadores e com o título do Brasileirão já garantido de forma antecipada, o Flamengo tem mais três jogos no campeonato nacional só para manter o ritmo de jogo do elenco antes de embarcar para o Qatar. A estreia do Rubro-Negro no Mundial é em 17 de dezembro, contra o Al-Hilal, da Arábia Saudita, ou o Espérance, da Tunísia.

Posse de Bola: Juca Kfouri diz que Flamengo não perde para o Liverpool

UOL Esporte

Futebol