PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Brasil domina exportação de atletas à Europa, mas é vencido em ligas fortes

Neymar é um dos 28 brasileiros em atividade no Campeonato Francês: o país é predominante nesta liga - Christian Hartmann/Reuters
Neymar é um dos 28 brasileiros em atividade no Campeonato Francês: o país é predominante nesta liga Imagem: Christian Hartmann/Reuters

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

27/11/2019 04h00

Classificação e Jogos

O Brasil é o país que mais fornece jogadores para os 31 principais campeonatos nacionais disputados na Europa. São 466 brasileiros que representam 10,3% do total de jogadores expatriados por lá, com maioria em países como Portugal, Rússia, Ucrânia, Bulgária e Finlândia. O relatório divulgado pelo "Observatório do Futebol" do CIES (Centro Internacional de Estudos no Esporte, na tradução), porém, faz uma ponderação: o país não é o maior exportador das cinco ligas mais importantes.

Na Alemanha, na Espanha e na Inglaterra há mais franceses, são 115 contra 104 brasileiros. Além de países periféricos como os já citados, também há predominância no Campeonato Italiano e na própria França. A única das 31 ligas analisadas pelo relatório que não conta com nenhum jogador brasileiro é da Escócia.

Além de ser o país que mais exporta para os campeonatos europeus, o Brasil é o que vê seus jogadores com mais tempo em campo, quase 10% do total de todas as nacionalidades. O segundo é a própria França, com 350 jogadores e 7% dos minutos. A Espanha é a terceira, com 224 jogadores. Portugal e Sérvia completam o top 5 de países. O primeiro latino-americano depois do Brasil é a Argentina, que conta com 133 jogadores nas 31 ligas.

João Pedro, do Cagliari, é o principal goleador brasileiro das principais ligas da Europa em 2019/2020 - Augusto Casasoli
João Pedro, do Cagliari, é o principal goleador brasileiro das principais ligas da Europa em 2019/2020
Imagem: Augusto Casasoli

O país que mais recebe expatriados brasileiros no futebol é Portugal, com 251 jogadores na última temporada. O segundo é o Japão, onde atuam 88 atletas. Em seguida aparecem Itália, Espanha e Estados Unidos. Ao todo são 1311 jogadores em 83 diferentes destinos.

Na temporada 2019/2020, o jogador nascido no Brasil com mais gols no futebol europeu é Junior Moraes, que marcou 14 vezes em 14 partidas pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. A questão é que o atacante ex-Santos naturalizou-se ucraniano em março. O recordista de nacionalidade brasileira é Jefferson Assis, que joga pelo Gzira United, da liga de Malta - o nono país que mais recebe brasileiros no mundo - e tem oito gols. Nas cinco grandes ligas o topo é de João Pedro, do Cagliari-ITA.

Top 10 países com mais jogadores nas principais ligas europeias, segundo o CIES:

1 - Brasil (466)
2 - França (350)
3 - Espanha (224)
4 - Portugal e Sérvia (172)
6 - Alemanha (161)
7 - Países Baixos (142)
8 - Croácia (146)
9 - Inglaterra (145)
10 - Argentina (133)

Futebol