Topo

Futebol


Athletico vence Grêmio e chega a 10 jogos sem derrota no Brasileirão

Do UOL, em Porto Alegre

27/11/2019 23h20

O Athletico venceu o Grêmio hoje (27), em Curitiba, pelo placar de 2 a 0. Com os gols de Márcio Azevedo e Nikão, o time paranaense repetiu o roteiro do duelo com os gaúchos na semifinal da Copa do Brasil. Mais do que isso: com o triunfo em casa, a equipe rubro-negra chega a dez partidas sem derrota no Campeonato Brasileiro. No segundo tempo, Diego Tardelli foi expulso após acertar chute por trás em um adversário.

A última derrota do Furacão foi para o Flamengo, em 13 de outubro, por 2 a 0. De lá para cá, o Athletico conseguiu sete vitórias. A consequência é 59 pontos, mesma pontuação do Grêmio —que ocupa o quarto lugar na tabela graças ao saldo (21 contra 18).

Para o Grêmio, pior que o resultado só o desempenho. Sem criatividade, o time de Renato Gaúcho foi presa fácil e poderia ter saído de campo com um placar ainda pior. A sorte e falta de pontaria do adversário evitaram derrota mais amarga.

Na próxima rodada, o Athletico visita o Ceará e o Grêmio recebe o São Paulo. A partida em Fortaleza acontece no sábado, às 19h (horário de Brasília) e o duelo em Porto Alegre ocorre no domingo no mesmo horário.

Quem foi bem: Rony

O camisa 7 do Athletico devorou a marcação de Alisson e Rafael Galhardo. A intensidade de Rony ajudou a manter o time sempre perto da área do Grêmio.

Quem foi mal: Diego Tardelli

O atacante produziu pouco, não conseguiu ajudar o Grêmio a chegar perto do gol do Athletico e ainda foi expulso por chute por trás em jogador adversário perto da linha lateral do campo.

Kannemann vai atrás do árbitro na cabine do VAR

No segundo tempo, o árbitro Bruno Arleu de Araújo foi até a cabine do VAR revisar jogada que resultou em pênalti para o Athletico. Walter Kannemann, irritado, perseguiu o juiz e invadiu a área exclusiva para arbitragem. O zagueiro levou cartão amarelo pela cena inusitada.

Grêmio não cria e fica vulnerável

Sem Maicon, o Grêmio não teve articulação. As melhores chances saíram de bolas longas ou cruzamentos. Foi assim que Alisson perdeu gol de cabeça dentro da área em um raro momento em que o time gaúcho conseguiu aparecer na área de Santos antes do intervalo.

No segundo tempo, o desempenho do Grêmio foi piorando. A ponto de o Athletico trocar passes na intermediária sem pressa e nem receio. O segundo gol do jogo, de pênalti, deixou o duelo muito claro. O destempero de Kannemann e depois a expulsão de Tardelli jogaram por terra qualquer chance de reação.

Athletico domina e vence com autoridade

Pressão e velocidade. O Furacão fez mais um jogo cheio de fome, mesmo sem brigar por nada no Campeonato Brasileiro. Com velocidade pelos lados e pressão ao portador da bola, o Athletico empurrou o Grêmio para trás e criou três chances (além do gol) no primeiro tempo.

Na etapa final o ritmo não caiu. Rony e Cirino criaram boas jogadas pelos lados, mas faltou precisão na hora de concluir. Paulo Victor fez duas defesas e depois faltou sorte ao Athletico para terminar o duelo com vitória ainda mais elástica.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 2 X 0 GRÊMIO

Data e hora: 27/11/2019 (quarta-feira), às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ)
Árbitro de vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Wellington, Nikão, Camacho (CAP); Bruno Cortez, Kannemann, Matheus Henrique (GRE)
Cartão vermelho: Diego Tardelli (GRE)
Gols: Márcio Azevedo, aos 32 minutos do primeiro tempo (CAP); Nikão, aos 18 minutos do segundo tempo (CAP)

ATHLETICO: Santos; Jonathan (Adriano), Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Erick) e Lucho González (Léo Cittadini); Nikão, Rony e Marcelo Cirino
Técnico: Eduardo Barros

GRÊMIO: Paulo Victor; Rafael Galhardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Alisson (Darlan), Diego Tardelli e Everton; Luciano (Pepê)
Técnico: Renato Gaúcho

Futebol