PUBLICIDADE
Topo

Veron é promovido aos profissionais do Palmeiras e treina em campo na terça

Veron comemora gol em jogo que deu título sub-20 ao Palmeiras - Fabio Menotti/Divulgação
Veron comemora gol em jogo que deu título sub-20 ao Palmeiras Imagem: Fabio Menotti/Divulgação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

25/11/2019 15h02

Resumo da notícia

  • Gabriel Veron teve seu primeiro dia entre os jogadores profissionais com o Palmeiras após a conquista da Copa do Mundo sub-17
  • Na terça-feira, a revelação alviverde continuará sua programação no time profissional e vai a campo no trabalho comandado por Mano Menezes
  • Caberá ao treinador decidir se ele já será relacionado nas próximas partidas agora que o Palmeiras já não tem mais chances de título
  • Veron e outros atletas da base já foram avisados que se apresentarão no time principal em janeiro de 2020

Gabriel Veron teve seu primeiro dia entre os jogadores profissionais com o Palmeiras após a conquista da Copa do Mundo sub-17. O jovem fez trabalho de recuperação muscular porque disputou a final do sub-20 ontem, assim como os titulares que foram derrotados pelo Grêmio na rodada do Brasileirão e não foram a campo.

Na terça-feira, a revelação alviverde continuará sua programação no time profissional e vai a campo no trabalho comandado por Mano Menezes. Apenas o aquecimento será aberto para a imprensa, portanto, não será possível analisar seu desempenho.

Caberá ao treinador decidir se ele já será relacionado nas próximas partidas agora que o Palmeiras já não tem mais chances de título. O Alviverde enfrenta o Fluminense, no Rio de Janeiro, na próxima quinta-feira.

Haverá conversas constantes com as categorias de base, uma vez que os garotos ainda têm mais competições para disputar até o fim deste ano. É possível que o atacante desça de categoria em dias específicos para disputar as taças. Ele foi decisivo na conquista do Paulista sub-20 disputado ontem.

Veron e outros atletas da base já foram avisados que se apresentarão no time principal em janeiro de 2020. Ele não disputará a Copa São Paulo. Seu contrato foi renovado até 2024 e sua multa rescisória chega perto dos R$ 280 milhões.

Palmeiras